logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Marketing

5 respostas sobre o novo marketing para o varejo

30/05/2019

Um mix de mudanças no comportamento do consumidor e tecnologias revolucionárias trazem uma série de perguntas sobre o novo marketing para o varejo.

Acompanhar essa transformação varejista é especialmente importante no Brasil, já que, além da necessidade de se adaptar a essa nova realidade, as empresas ainda precisam lidar com um cenário de desaceleração econômica. Por isso, neste artigo responderemos com dados a algumas das principais perguntas sobre o assunto.

Acompanhe e tire suas dúvidas!

Perguntas e respostas sobre o novo marketing do varejo

É o fim das lojas físicas?

Esse é um dos maiores debates atuais no mundo dos negócios. Há, claro, as opiniões fatalistas sobre o futuro das lojas físicas, assim como diziam que a televisão perderia relevância com a popularização da internet, um mito que já desbancamos aqui no blog.

O mercado virtual está sim em expansão, com uma média de crescimento de 18% ao ano, segundo a pesquisa Perfil do Consumidor Online, feita por PayPal e Ipsos. Enquanto isso, a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo estima que até 2020 cairá em 35% o número de clientes visitando lojas físicas.

Mas esse é o fim do PDV? Em resumo: não. O que deve acontecer é a integração do ponto de venda a uma estratégia multicanal de marketing e vendas, ainda desempenhando um papel importante e com potencial para focar cada vez mais no marketing de experiência para o fortalecimento da marca.

O que acontece nessa jornada de compra multicanal é que o consumidor se ampara no virtual para compras físicas e vice-versa. Prova disso são os dados da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, revelando que 47% dos compradores fazem buscas on-line antes de realizar a compra em uma loja física e 25% visitam o PDV antes de decidir comprar pela internet.

A solução para o varejo é investir em experiências cada vez melhores e mais impactantes no ponto de venda.

Leia também: Como vender mais no PDV: 12 estratégias de sucesso

O varejo deve focar mais em oferecer experiências no PDV físico. (Foto via Freestocks)

O que leva o consumidor a comprar?

Em um momento ainda de incerteza econômica como vive o Brasil, o preço tem sido um forte diferencial para o consumidor. De acordo com um levantamento da CNDL e do SPC Brasil, 59% dos brasileiros fazem pesquisa de preços antes da aquisição de produtos.

Mesmo quando se compra por impulso, promoções são a principal razão por trás desse ato, pelo receio de perder a oportunidade. No entanto, o excesso de descontos pode ser prejudicial ao negócio.

Segundo Manuel Guimarães, no portal Mundo do Marketing, só em 2017 o varejo brasileiro perdeu R$ 11 bilhões em ofertas de produtos que o cliente compraria com preço total. Isso leva ao dilema: o preço competitivo é importante, mas as empresas têm cobrado menos do que poderiam.

A resposta para isso está em outros fatores que influenciam a compra. No caso do varejo virtual, são elementos como frete grátis, agilidade de envio e avaliações de outros clientes. Na loja física, a facilidade de troca, a maior sensação de segurança e a qualidade da experiência também entram nessa equação.

E nunca é demais ressaltar: comunique seus diferenciais, seja da loja física, seja do e-commerce, nos principais meios de divulgação para atrair o público e ter melhores resultados.

Como otimizar recursos de marketing?

Inteligência artificial é um dos assuntos mais quentes do momento e não é à toa. Suas possibilidades de aplicação são diversas e trazem ótimas perspectivas para o novo marketing do varejo.

Seu principal uso é conhecer melhor o comportamento do consumidor, tanto em um padrão social quanto individual. Isso permite, por exemplo, elaborar uma estratégia de preços de acordo com o real poder de compra do público, reduzindo aqueles R$ 11 bilhões em ofertas desnecessárias.

Outras aplicações da inteligência artificial envolvem a redução de custos de produção; logística e distribuição de produtos mais eficientes; insights para criação de campanhas; e até compra automática de mídia on-line. Tudo para otimizar seu investimento em marketing.

Leia também: Inteligência artificial e o futuro do marketing da sua empresa

Por que ser mobile first?

“Mobile first” é um conceito que se refere a pensar primeiro na acessibilidade em dispositivos móveis das soluções virtuais oferecidas por uma empresa. Para se ter uma ideia da importância disso, no Brasil 49% dos internautas só usam o celular para se conectar, como revela a pesquisa TIC Domicílios. Ou seja, a maioria do público.

Empresas que não tiverem sites e lojas virtuais funcionais em smartphones e tablets ficarão para trás no crescimento das compras on-line no varejo. Para o estudo de PayPal e Ipsos, as compras via mobile no Brasil devem ultrapassar R$ 100 bilhões em 2020. Isso representa um grande mercado consumidor e a necessidade de um marketing focado nesse cliente móvel.

Vale a pena se posicionar em questões sociais?

De acordo com o relatório 2019 Retailer Playbook, 87% dos profissionais de varejo entrevistados dizem que se posicionar vale a pena para os negócios. E mais: 83% deles revelam, inclusive, que não tomar uma posição é prejudicial.

O consumidor moderno, ou prossumidor, escolhe marcas não só com base em necessidades, mas também no alinhamento de interesses e valores. Para ele, saber o que a empresa acredita e defende, por meio de uma cultura organizacional transparente, ajuda a fortalecer o relacionamento.

Veja, por exemplo, o caso da Nike. Em uma campanha ousada, trazendo como protagonista o jogador de futebol americano Colin Kaepernick, uma das figuras centrais dos protestos em que esportistas se ajoelhavam durante a execução do hino em jogos da NFL, a marca se posicionou em uma questão social.

É claro, houve uma pequena repercussão negativa entre alguns consumidores. Mas nada comparado ao aumento de 31% em vendas on-line com a veiculação da campanha. O segredo está em se conectar com os valores da maioria do seu público e fazer uma comunicação institucional relevante.

Tudo sobre Marketing

O universo do marketing é repleto de novas tendências e conceitos para você se atualizar, não só no varejo. Por isso, elaboramos um material para consulta gratuita com diversas ideias centrais de comunicação e vendas que devem fazer parte do vocabulário de todo profissional da área.

Confira nosso e-book Tudo sobre Marketing e fique por dentro de 127 termos essenciais com definições.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico