logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Vendas

Como usar a NSC para auxiliar o processo de vendas consultivas

23/09/2019

Há algum tempo, tudo o que o anunciante precisava fazer era veicular a campanha e esperar o telefone tocar ou a loja encher. Com a entrada definitiva (e quase que onipresente) da internet no dia a dia, muita coisa mudou, inclusive as relações de consumo. Hoje, a poucos cliques, o consumidor se informa, compara e decide, com base em outras opiniões, se tal produto ou serviço é o que ele realmente procura.

Se antes você precisava ter uma negociação focada nos seus diferenciais, agora a atenção precisa estar na experiência que o seu negócio pode proporcionar ao cliente. Tudo gira em torno dele e em como a dor dele será sanada. 

O processo de vendas consultivas sugere exatamente isso: que o vendedor se coloque como um consultor expert, alguém focado em oferecer uma solução ao problema, não um produto que precisa ser vendido.

Vendas Consultivas: tudo o que você precisa saber

Para ilustrar melhor o que você acabou de ler e para mostrar o que é, na prática, uma venda consultiva, vamos propor um exemplo simples: a compra de uma peça de roupa.

Você entra na primeira loja e logo é atendido por uma vendedora bastante solícita, pronta para ajudar. Já na primeira peça, ela enfatiza como ficou perfeita no seu corpo. Na segunda prova, ela é enfática ao dizer que o caimento ficou perfeito, mesmo você achando que o ajuste não está tão exato assim. Na terceira, com o mesmo sorriso, ela bate o martelo: ficou impecável!

Você já percebeu onde ela quer chegar: ela quer vender. Não importa qual peça você escolha, contando que você saia com uma, para ela está ótimo.

Agora, em uma visita a outra loja, você encontra uma vendedora que também está pronta para ajudar, mas, antes disso, ela quer saber: para qual ocasião a roupa está sendo comprada? Quais os modelos que você normalmente usa? Você tem preferência por alguma cor? Após entender o propósito da sua compra e a sua real necessidade, ela sugere uma peça que se encaixa perfeitamente no que você esperava. Não é a mais cara da loja, mas, com certeza, é a mais adequada para você.

No primeiro caso, todo o esforço foi direcionado para venda. No segundo, o esforço em vender foi mínimo, mas houve muito cuidado antes da venda em entender o que você, de fato, precisava.

Embora o exemplo seja com uma situação banal, ele se adequa a todos os modelos de negócio, inclusive os B2B, ao mostrar que o planejamento da venda, o conhecimento sobre as necessidades reais do cliente e o foco na experiência dele tornam a concretização da compra muito mais fácil.

(Imagem via temperandoideias.wordpress.com).

Ilustrando esses dois modelos de venda, teríamos a primeira vendedora como representante do modelo hard sell. O segundo caso ilustra bem o modelo soft sell

Perceba como no modelo em azul todo o esforço está direcionado para as fases finais da negociação, havendo pouco ― e, em muitos casos, nenhum ― planejamento prévio. Já no modelo soft sell, há muito comprometimento com o planejamento, com o entendimento do problema, e esse esforço diminui à medida que as negociações avançam, chegando à venda naturalmente.

Nas vendas consultivas, o vendedor não oferece solução sem saber qual o problema. Na verdade, em vendas consultivas, o vendedor não vende. O poder está na mão do cliente, que decide quando comprar. O papel do consultor é prestar suporte para que ele chegue à melhor escolha. 

Entregar esse poder pode parecer difícil, mas a mágica é justamente essa: se você trabalhou bem como um consultor expert, alguém que está focado em resolver um problema e não apenas em fechar negócio, a venda é um resultado natural.

As 6 etapas das vendas consultivas

Como visto acima, o planejamento é o principal fator das vendas consultivas. Para ajudar você a guiar este processo, entendendo ao certo o passo a passo da prospecção ao pós-venda, vamos mostrar agora as 6 etapas que compõem o modelo.

1. Prospecção

Com quem você quer negociar? Definir qual é o cliente ideal para o seu negócio é o primeiro passo para a assertividade de qualquer estratégia. Após essa definição, faça uma lista de clientes que se encaixem no seu perfil.

2. Qualificação

Com a lista de possíveis clientes em mãos, é hora de qualificá-los. Possivelmente, nem todos que constam na lista irão se beneficiar das suas soluções. Esta etapa é fundamental para o sucesso da sua venda consultiva por dois motivos: evita que o vendedor gaste tempo e recursos com leads que não irão converter e também porque ele não deve oferecer algo que não beneficie completamente o cliente.

3. Apresentação

Agora que você já tem uma lista de leads qualificados, é hora de se apresentar. Ao entrar em contato com o prospect, ofereça uma solução totalmente personalizada e que faça com que ele veja o valor da sua oferta, como ela realmente ataca uma dor que, muitas vezes, ele não sabia que tinha.

4. Negociação

Você chegou onde queria: no decisor da compra, que está prestes a fechar com você. No momento da negociação, é importante que o consultor mantenha o valor (atenção: valor! Não preço) da oferta. Fazer muitas concessões apenas para não perder a venda pode fazer todo o trabalho das etapas anteriores ir por água abaixo, fazendo a sua solução perder valor na visão do cliente.

5. Fechamento

Esta tem tudo para ser a fase mais fácil de todas. Como falamos anteriormente, o fechamento da venda é um caminho natural do trabalho em vendas consultivas, uma vez que cliente e vendedor estão totalmente alinhados.

6. Pós-venda

Não adianta realizar todo um trabalho de venda consultiva, se colocar como um expert diante do cliente e, após o fechamento, deixá-lo de lado. É por isso que o pós-venda entra como uma das etapas em vendas consultivas. É ela que tem o poder de concretizar o seu principal objetivo: criar um relacionamento com o cliente.

Como a NSC pode ajudar você no processo de vendas consultivas

As vendas consultivas baseiam-se em uma relação de confiança. Quando sua empresa se coloca como uma consultora, que está ali para auxiliar o consumidor durante a compra, a marca ganha um novo status na mente do consumidor: ela se torna uma referência. Marcas já consolidadas, com muitos anos de atuação no mercado, têm, obviamente, mais chances de adquirirem essa posição.

Entretanto, empresas de todos os portes e segmentos podem utilizar os canais de comunicação para construírem esta reputação junto à audiência. Uma estratégia de marketing focada no reforço da marca pode ser extremamente eficiente para alcançar esse objetivo. Encontrar soluções para a um público-alvo bem definido, com o tom de voz adequado para a marca são imprescindíveis para fortalecer seu negócio.

Se reforçar seu nome junto ao público é o seu propósito, faz sentido anunciar com a empresa de comunicação com maior alcance em Santa Catarina, certo? Independentemente de qual seja o público, ele está em contato com algum dos veículos da NSC.

Quer simular, gratuitamente, uma campanha de reforço de marca? O Simulador de Negócios da NSC é uma ferramenta que ajuda você a definir onde a sua verba deve ser investida, de acordo com informações sobre o público e praça de veiculação. Então, o algoritmo do Simulador cruza esse detalhamento com o banco de dados dos veículos da NSC Comunicação, respondendo com um modelo de campanha totalmente direcionado aos seus objetivos.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico