logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Marketing

Boas práticas para lançar sua marca e impactar seu público-alvo

30/01/2019

Você tem uma ideia de negócio em mente e já pensa nela há algum tempo. Pode parecer uma fantasia a princípio, mas quanto mais considera a questão, mais acredita no potencial desse sonho. Talvez já tenha pensado até em um nome para essa ideia.

A verdade é que, quando o desejo de empreender bate forte no peito, é difícil nos afastar dele. Essa vontade de criar nos anima, seja uma marca pessoal, seja uma futura multinacional. Mas acontece que muitas pessoas deixam o sonho engavetado por não saberem como torná-lo realidade e quais são os passos necessários para lançar uma marca.

Se esse é o seu caso, separamos algumas dicas especialmente para você. Descubra agora as boas práticas para lançar sua marca, divididas a seguir em quatro fases: planejamento, criação, comunicação e lançamento. Boa leitura!

Leia também: Como divulgar seu negócio em Santa Catarina (com sucesso)

1. Planejamento

Estude o mercado e se posicione

Antes de se aprofundar no que será a marca, é preciso descobrir como ela se relacionará com o mercado. Afinal, marcas não existem isoladas, estão em relacionamentos constantes com consumidores, concorrentes e são impactadas por diversos fatores econômicos e sociais. Pesquise se já existem empresas que oferecem soluções parecidas com a que pretende ofertar ao público e compare seus pontos fortes e fracos, tentando descobrir que oportunidades você tem de se diferenciar delas.

Defina o público-alvo

Cada pessoa tem características, interesses e desafios próprios. Uma mesma solução nunca atenderá igualmente todas as pessoas, portanto é sua tarefa limitar o escopo de atuação da marca para concentrar seus esforços nos consumidores mais compatíveis com o que você tem a oferecer. Essa também é uma etapa de validação, para saber se a ideia inicial está em sintonia com as necessidades de um público específico.

Encontre o propósito da marca

Uma marca é muito mais que seus produtos ou serviços. Negócios que realmente se conectam com o consumidor têm um propósito além das vendas e contribuem de alguma forma para a vida das pessoas. Para descobrir essa essência, tente responder à questão: sem mencionar seus produtos, como você descreveria o que a empresa fará pelo mundo?

Escreva sua missão, visão e valores

Com o propósito bem definido, crie um documento com a missão, a visão e os valores do seu negócio. Essa é a alma da marca, que lhe permitirá dar a ela um posicionamento mais tangível na sua relação com o público e um direcionamento para o futuro.

Leia também: Para comunicar com eficiência, é preciso posicionamento

2. Criação

Escolha o nome

Mesmo que você já tenha uma ideia de nome, a decisão final sobre este assunto deve vir após a etapa de planejamento. Embora não haja uma única fórmula, o processo de nomenclatura deve levar em consideração o benchmarking do mercado, o potencial de ressonância com o público-alvo e se expressará diretamente a essência da marca (Burger King), algum atributo dela (Nike, como a deusa grega da vitória) ou terá um sentido próprio (Google).

Crie a identidade visual

O próximo passo é definir quais elementos gráficos melhor representarão a essência da marca. O logo, a tipografia, as cores e imagens associadas serão na maioria dos casos a primeira impressão que sua marca causará, então é importante testar essa identidade com algumas pessoas para garantir que ela está passando a mensagem desejada. Além disso, constância na representação visual é fundamental e a criação de um manual de uso de marca pode ajudar nisso.

Determine um tom de voz

Outro pilar da identidade de uma marca é sua linguagem de comunicação. Ele precisa ser uniforme em todos os canais da empresa e falar diretamente com o público-alvo. Nessa hora, vale se perguntar: quais são as palavras-chave que desejo associar a meu produto ou serviço? Meu público responde melhor a uma linguagem mais animada, contida, refinada ou técnica? Que tipo de persona ele imaginará ao ler ou ouvir meus materiais?

Registre a marca

Pode parecer uma dica básica, mas é muito comum empreendedores se esquecerem de registrar a marca e terem problemas por causa disso. O registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) deve ser feito o quanto antes para evitar conflitos de nome e de imagem com outras empresas e garantir seu direito de uso exclusivo.

Leia também: Afinal, o que é ser uma marca Top of Mind?

3. Comunicação

Escolha os canais mais adequados

Os melhores canais de comunicação para seu negócio são aqueles em que o público está presente e disposto a receber sua mensagem. Isso pode variar bastante de negócio para negócio e de público para público, portanto conheça bem os hábitos de acesso à informação e ao entretenimento da sua buyer persona para saber o que funciona melhor para ela. Por exemplo, o Facebook pode ter mais usuários, mas talvez seus clientes em potencial engajem mais no LinkedIn, ou prefiram o e-mail ao telefone.

Elabore um plano

Sabendo onde espalhar sua mensagem, é hora de elaborar uma estratégia de comunicação para tornar a marca conhecida. Quem criará os materiais de marketing: uma equipe interna, uma agência, ou um estúdio especializado em conteúdo? Qual será a frequência de publicação desses materiais? Que metas precisam ser alcançadas? O público precisa ser educado sobre o produto ou serviço oferecido, ou já está familiarizado com ele?

Defina o investimento

Investir na divulgação da marca nessa fase inicial permite ao negócio ganhar uma tração de vendas muito mais rápido. Esse também é um ótimo momento para explorar o fator novidade, aproveitando a curiosidade natural das pessoas como argumento para atrair clientes.

Desperte a curiosidade

Sabia que você pode começar a divulgar sua marca antes mesmo de disponibilizar produtos ou serviços ao mercado? É possível já produzir conteúdos que captem o interesse do público e que o eduquem sobre a solução que sua empresa oferecerá em breve. Uma dica é permitir que as pessoas deixem o contato delas para terem acesso em primeira mão antes do lançamento oficial.

Leia também: Como criar um plano estratégico de marketing: 5 passos para o sucesso

4. Lançamento

Evento exclusivo

Pessoas adoram se sentir importantes e receber cortesias. Realizar um evento é uma forma de fazer as duas coisas e isso poderá lhe trazer os primeiros embaixadores da sua marca. Mesmo que seu negócio seja 100% virtual, não perca essa oportunidade de gerar buzz.

Parceria de divulgação

Entre os convidados do evento, reserve espaço na lista para influenciadores cujas audiências tenham relação com seu público-alvo. Essa parceria pode ser desde uma troca de produtos por postagens até um contrato de prestação de serviço para divulgação da marca.

Ação promocional

Outro modo de despertar a atenção do público e estimular a experiência com seus produtos ou serviços é agregar valor a eles desde o lançamento. No caso de um serviço por assinatura, por exemplo, sua empresa pode oferecer um período gratuito de teste. Em lojas, os primeiros clientes podem receber um brinde exclusivo, entre outras possibilidades.

Cobertura na mídia

Em termos de alcance e de ROI, vale muito a pena aparecer em mídias de massa, seja essa mídia espontânea, seja branded content. O objetivo nesse caso é mostrar o que a marca traz de especial ao mercado.

Feito esse passo a passo, não se esqueça de que a construção da marca é algo constante. Continue revendo e aprimorando sua estratégia conforme necessário, além de encontrar novas formas de impactar seu público-alvo. O Estúdio NSC Branded Content pode ajudar sua marca nesse sentido e acelerar suas vendas. Clique aqui e conheça nosso trabalho.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico