logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Vendas

A economia do Brasil e as vendas no 2º semestre de 2021

24/05/2021

As expectativas para a economia do Brasil variam conforme a fonte de avaliação, mas ainda são positivas.

Se considerarmos a projeção do PIB brasileiro para este ano, o Centro de Macroeconomia Aplicada (Cemap), da Fundação Getulio Vargas, estima um crescimento de 2,1%. Dezenas de analistas do mercado, como apontado pelo relatório Focus do Banco Central, têm uma estimativa mais favorável, de 3,21%. Já o próprio Banco Central espera uma alta de 3,6%.

O movimento da economia brasileira em 2021 deve repetir o que aconteceu no ano passado, com um primeiro semestre mais devagar e os dois últimos trimestres de recuperação. Contribui para essa perspectiva favorável a previsão de que o cronograma de vacinação avance mais rapidamente no segundo semestre, trazendo mais confiança para o consumo.

Confira, então, quais são as oportunidades para as vendas no comércio e em serviços que essa recuperação econômica pode favorecer.

Dia dos Namorados como termômetro da economia do Brasil

Embora o Dia dos Namorados esteja ainda no primeiro semestre, a data servirá de termômetro das vendas com relação a 2020.

Esta é a terceira maior data para o comércio no ano, atrás apenas de Dia das Mães e Natal. Confirmando-se os resultados positivos que já tivemos em Santa Catarina na Páscoa e no Dia das Mães, com alta nas vendas em 2021 de 2,45% e 4,8% segundo a FCDL/SC, os comerciantes têm aí um bom motivo para investir em uma boa campanha de Dia dos Namorados neste ano.

Além disso, uma pesquisa da Fecomércio/SC mostra que os consumidores catarinenses têm maior intenção de sair e almoçar ou jantar fora em 2021, na comparação com o ano passado. O gasto médio com presentes e serviços deve ser de R$ 142,62, de acordo com a entidade.

Leia também: Comércio catarinense tem desempenho acima da média nacional

A economia brasileira deve se fortalecer no segundo semestre. (Foto via Freepik)

Jogos Olímpicos de Tóquio

Depois de o maior evento esportivo do mundo ser adiado em 2020 por causa da pandemia, as Olimpíadas estão confirmadas para acontecer entre 23 de julho e 8 de agosto, em Tóquio, Japão.

Essa é uma boa oportunidade para campanhas que envolvam atividades físicas, superação ou bem-estar, já que a tendência é de maior interesse do público por esses temas. Mas é preciso ter muito cuidado com isso na hora de comunicar.

As marcas não patrocinadoras dos Jogos Olímpicos estão proibidas de fazer autopromoção em campanhas comerciais usando as marcas oficiais do evento. Isso envolve o uso de palavras como Olimpíadas, Jogos Olímpicos, Tóquio 2020 e até hashtags envolvendo esses termos.

Ou seja, é possível aproveitar o clima de Olimpíadas, mas sem fazer menção direta aos Jogos.

Leia também: Novos dados sobre a intenção de compra no Sul do Brasil

Dia dos Pais e Dia das Crianças

No último Dia das Mães, a intenção do brasileiro de comemorar a data cresceu cinco pontos percentuais na comparação com 2020. Neste ano, o público também viu esta ocasião como mais emocionante, por causa da pandemia.

Esse efeito tem tudo para se repetir no Dia dos Pais, celebrado em agosto. Até lá, a maior parte dos grupos prioritários já deverá ter sido vacinada, incluindo aí pessoas acima de 60 anos, adultos com comorbidades, profissionais da saúde e de outras categorias essenciais. Isso pode trazer mais confiança para os consumidores investirem em presentes para o Dia dos Pais e comemorarem a data.

Enquanto isso, o Dia das Crianças também reserva boas expectativas para o comércio em Santa Catarina. Segundo a FCDL/SC, as vendas na data cresceram 2,9% no varejo em 2020, em relação ao ano anterior. Ou seja, tiveram alta mesmo com o cenário econômico da pandemia.

Então, se houver esse mesmo movimento de recuperação da economia do Brasil no segundo semestre, como tivemos no ano passado, este Dia das Crianças de 2021 deve ser ainda melhor para as vendas no comércio.

Leia também: Cashback: o que é e como ajuda as lojas a vender mais?

Black Friday e Natal

Como comentamos anteriormente, a recuperação da economia do Brasil — e das vendas no comércio e serviços — dependem do avanço no programa de vacinação. Esse efeito já é percebido nos Estados Unidos, por exemplo, com crescimento econômico e impulsionamento de setores especialmente prejudicados pela pandemia, como o de turismo.

Em todo caso, Black Friday e Natal são essenciais para as vendas neste ano, seja para consagrar o bom segundo semestre, seja para recuperar eventuais perdas no caminho. Por isso, é importante começar a planejar suas campanhas de fim de ano a partir de agora.

Além da estratégia de comunicação, é fundamental estar atento às novas formas de pagamento, como o pix, e de promoção, como o cashback. Elas estarão cada vez mais difundidas até lá e o público esperará contar com essas praticidades na sua empresa.

Quer ver mais oportunidades para movimentar as vendas durante o ano? Consulte nossa página de projetos e veja as possibilidades à sua espera.


Negócios SC

Estúdio NSC Branded Content

Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico