logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Turismo

Previsão de neve em maio antecipa turismo de inverno em SC

17/05/2022

A chegada da neve em Santa Catarina mais cedo em 2022 é recebida como uma boa notícia para o turismo no Estado. A previsão do Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia de SC (Ciram) é de que já possa nevar entre os próximos dias 17 e 18, com sensação térmica de até -2 °C. Em maio, a última vez que o fenômeno foi registrado em terras catarinenses foi no ano de 2007.

O setor turístico celebra esse evento raro, porque indica que a temporada de inverno também deve ser antecipada neste ano. Segundo um levantamento da Folha de S.Paulo, 95% das vagas em hotéis e pousadas de São Joaquim já estão ocupadas. Como comparação, em fevereiro de 2022 a taxa de ocupação hoteleira na Serra Catarinense foi de 50,43%, conforme revela a  Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Santa Catarina (ABIH-SC).

A previsão de neve em maio pode impulsionar ainda mais o crescimento do turismo no Estado neste primeiro semestre. De acordo com a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), do IBGE, as atividades turísticas em Santa Catarina já cresceram 11,8% em março de 2022 frente ao mês anterior, e 82% em relação ao mesmo período do ano passado.

Diante disso, vale acompanhar a movimentação do setor para a temporada com os dados a seguir.

Resultados da última temporada de inverno em Santa Catarina

Para entender melhor o comportamento do turista de inverno em Santa Catarina, podemos olhar para os números da pesquisa da Fecomércio SC feita na temporada 2021.

Os resultados mostram que o público principal está entre os próprios catarinenses, considerando que 65% dos turistas na Serra Catarinense vêm de dentro do Estado. Florianópolis (8,8%), Blumenau (4,8%) e Joinville (4,3%) são as cidades que mais contribuem com esse fluxo turístico.

Em nível nacional, os estados de Rio Grande do Sul (11,3%), São Paulo (9,8%) e Paraná (6,8%) são outras origens comuns dos apaixonados pelo frio em Santa Catarina.

Isso ajuda a explicar por que o veículo próprio é o meio de transporte mais utilizado para chegar à Serra. Em 2021, ele foi escolhido por 87,8% dos visitantes — vale destacar que a região só passou a ter voos regulares do estado de São Paulo a partir de abril de 2022.

Na última temporada de inverno houve uma queda no percentual de turistas na faixa etária entre 18 e 30 anos, de 42,1% em 2019 para 16,3% em 2021. Enquanto isso, no mesmo período, o perfil dos 31 aos 60 anos teve alta de 51,8% para 76%.

Já quanto à renda média familiar mensal não houve uma alteração expressiva. Os principais grupos que passaram pela região serrana em 2021 tinham renda entre R$ 2.204 e R$ 5.509 (34,3%) e entre R$ 5.510 e R$ 8.812 (23,5%).

Ainda vale destacar que os turistas de inverno em Santa Catarina vieram em grupos de 4,2 pessoas e passaram 2,8 dias, em média, na Serra Catarinense.

Leia também: Dia dos Namorados: Globo revela a expectativa do público

Projeto do Complexo Turístico da Serra do Rio do Rastro. (Divulgação)

Investimentos nos destinos turísticos de inverno

De acordo com a pesquisa “Turismo pós-pandemia: acelerando a retomada”, divulgada pela Globo, 25% dos turistas brasileiros já pretendiam viajar nas férias escolares de 2022. Portanto, durante a estação mais fria do ano.

Agora, para manter Santa Catarina entre os principais destinos de inverno no Brasil, o Estado tem investido em novos atrativos para o público.

Um dos projetos mais comentados nesse sentido é o do Complexo Turístico da Serra do Rio do Rastro, que deve receber um investimento de R$ 127 milhões do Governo do Estado. O espaço prevê uma estação de ski, pista de patinação interna, mirante panorâmico, bondinho, circuito de mountain bike, lago cênico, tirolesa, restaurantes, SPA e outras facilidades.

Enquanto isso, no Vale do Itajaí, Pomerode deve inaugurar agora em junho o Alles Park, um novo parque temático no centro da cidade. O projeto traz oito atrações com neve o ano todo, entre escorregadores, iglus e bonecos de neve em espaços com temperatura interna de -5 °C.

Outra proposta arrojada vem de São Joaquim, que terá a rua mais sinuosa do mundo, tomando o lugar no Livro dos Recordes da Lombard Street, nos Estados Unidos. O projeto terá custo total de R$ 3,4 milhões e inclui áreas de descanso, espaço para crianças, balanço infinito e outras atrações para moradores e turistas na Serra.

Leia também: Santa Catarina tem 2º melhor saldo de empregos no Brasil

Solidariedade na época mais fria do ano

No entanto, não é todo mundo que pode aproveitar o inverno em Santa Catarina. Nas comunidades em situação de vulnerabilidade, o frio é motivo de preocupação.

Então, mostrando mais uma vez seu compromisso com a sociedade catarinense, a NSC lança uma nova edição da campanha Termômetro Solidário. Até 30 de julho de 2022, a iniciativa pretende arrecadar 200 mil peças de roupas e cobertores em bom estado para distribuir a quem precisa. São mais de 30 pontos de coleta pelo Estado.

A campanha deste ano tem o apoio das marcas Fort Atacadista, Casa do Couro Mezzalira, Vigilância Radar, Nostra Casa e OdontoTop Chapecó. Entretanto, o verdadeiro protagonista do Termômetro Solidário é o amor ao próximo dos catarinenses.

Saiba mais sobre esse gesto de solidariedade que une a NSC, grandes marcas e a população de Santa Catarina no blog do Negócios SC.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico