logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Economia

Santa Catarina tem 2º melhor saldo de empregos no Brasil

02/05/2022

A geração de empregos em Santa Catarina continua a todo vapor. Além de ter a menor taxa de desocupação da força de trabalho entre todos os estados brasileiros, com índice de 4,3% segundo o IBGE, a economia catarinense mantém o saldo positivo na abertura de novas vagas em 2022. Como comparação, a desocupação média nacional chega a 11,1%.

Em março, de acordo com os números divulgados pelo Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) no último dia 28/4, o Estado teve um saldo de 11.219 postos de trabalho criados. Nesse mês, foram 138.624 admissões e 127.405 desligamentos.

Os serviços tiveram o maior número de vagas abertas, gerando um saldo de 7 mil novas oportunidades. No entanto, o maior crescimento proporcional foi na construção civil, com um acréscimo de 2,5% sobre o estoque de empregos no setor.

Veja mais detalhes a seguir!

Novas vagas de emprego em Santa Catarina

Com o desempenho de março, Santa Catarina acumulou um saldo de 64 mil novas vagas em 2022. Mais precisamente, foram 429.934 admissões e 365.896 desligamentos no primeiro trimestre do ano, resultando em 64.038 novas vagas de emprego.

No mesmo período, o Brasil teve um saldo de 615.173. Portanto, o Estado abriu 10,41% dos postos de trabalho entre janeiro e março de 2022, com apenas 3,4% da população brasileira.

O resultado ainda coloca Santa Catarina na posição de segundo melhor saldo de empregos no Brasil, atrás apenas de São Paulo (176.151 novas vagas no período). Minas Gerais (62.421) aparece em terceiro lugar, enquanto Rio Grande do Sul (56.337) e Paraná (56.225) completam os ranking dos cinco estados mais bem colocados nesse quesito. Vale destacar que todos eles têm populações mais numerosas que a catarinense, entre 3 milhões e 39 milhões de pessoas a mais, segundo o IBGE.

Leia também: Consumidor busca pequenos negócios e marcas locais

Saldo de contratações formais em 2022 já alcançou 38% de todo 2021. (Foto via Freepik)

Empregos por setor em SC e no Brasil

No Brasil, entre as mais de 615 mil vagas criadas no primeiro trimestre, o setor de serviços foi responsável pela maioria delas. O saldo ficou em 433.001 no período, representando um crescimento de 2,26% em relação ao estoque do setor.

À exceção do comércio, os demais ramos da economia brasileira também geraram mais admissões que desligamentos no início de 2022.

Saldo de empregos por setor no Brasil (resultado em relação ao estoque):

  • Serviços: 433.001 (+2,26%)
  • Indústria: 109.673 (+1,38%)
  • Construção: 100.487 (+4,35%)
  • Agropecuária: 26.137 (+1.56%)
  • Comércio: -54.121 (-0,56%)

Se compararmos com o cenário de Santa Catarina, então podemos destacar alguns fatos interessantes.

O primeiro deles é que a indústria catarinense gerou 20,96% das novas vagas do setor no Brasil em 2022, até março. O saldo foi de 22.992 oportunidades em Santa Catarina, frente às 109.673 do total brasileiro.

Outro fato marcante é o crescimento da construção no Estado. Enquanto o Brasil cresceu 4,35% em vagas no primeiro trimestre, Santa Catarina teve alta de 9,03%. Ou seja, o desempenho catarinense foi maior que o dobro da média nacional.

Nesse sentido, vale ressaltar que todos os setores da economia catarinense tiveram alta acima do patamar brasileiro — ou um recuo menor que a média, como foi no caso do comércio.

Saldo de empregos por setor em Santa Catarina:

  • Serviços: 29.957 (+3,48%)
  • Indústria: 22.992 (+3,06%)
  • Construção: 9.789 (+9,03%)
  • Agropecuária: 2.197 (+4,96%)
  • Comércio: -897 (-0,18%)

Assim como no panorama nacional, o comércio catarinense teve um saldo negativo de empregos no primeiro trimestre, por uma questão sazonal. O fim da temporada de verão traz uma perda natural na oferta de trabalho no varejo, especialmente nas cidades litorâneas, em razão da demanda reduzida. Como comparação, entre janeiro e março de 2020, o comércio em Santa Catarina perdeu 5.492 vagas, o que significou uma queda de 1,20% no estoque de postos do setor.

Leia também: Quem é o turista na temporada de verão em Florianópolis?

As cidades mais empregadoras de Santa Catarina

O Novo Caged ainda revela quais foram as cidades catarinenses que tiveram maior saldo de empregos no primeiro trimestre de 2022. Com algumas mudanças de ordem, a lista é bastante parecida com a dos municípios mais populosos de Santa Catarina:

Saldo de empregos por cidade catarinense:

  1. Blumenau: 5.024
  2. Joinville: 4.630
  3. Florianópolis: 3.631
  4. Itajaí: 3.333
  5. Itapema: 2.555
  6. Chapecó: 2.521
  7. Criciúma: 2.128
  8. Jaraguá do Sul: 1.948
  9. Palhoça: 1.574
  10. São José: 1.306

A surpresa está na entrada de Itapema na lista, que teve ótimos resultados em admissões no setor da construção (813 novas vagas) e em serviços (1.882 novas vagas). O crescimento nessas duas áreas foi de 13,85% e 18,90%, respectivamente.

Com isso, Lages ficou fora do ranking, sendo atualmente a décima cidade mais populosa de Santa Catarina. O município da Serra Catarinense teve um saldo de 915 postos criados no período.

No total, apenas 47 dos 295 municípios do Estado tiveram saldo negativo na geração de emprego. Jaguaruna (-546), Bombinhas (-412) e Garopaba (-283) tiveram as maiores quedas nesse aspecto.

Para saber mais indicadores da economia catarinense, acompanhe as notícias em Conheça SC.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico