logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Comunicação

Vagas de emprego: boas práticas para quem anuncia e para quem procura

30/07/2019

Saber como se posicionar em vagas de emprego é essencial tanto para empresas com oportunidades disponíveis quanto para profissionais que buscam recolocação no mercado.

De um lado, o Brasil apresenta 13 milhões de desempregados, conforme aponta o IBGE. De outro, com frequência há muitas vagas abertas, especialmente no setor de tecnologia em Santa Catarina, e as empresas chegam a ter dificuldade para preenchê-las.

À parte de quesitos estruturais que estão envolvidos nessa questão, vamos abordar de um jeito prático como conectar melhor empregadores a profissionais em busca de emprego segundo dois aspectos:

  • Para empresas: como fazer anúncios on-line de vagas de emprego;
  • Para profissionais: como se posicionar virtualmente para serem encontrados.

Vamos lá?

Leia também: Contrate vendedores que sonham trabalhar

Boas práticas para preencher oportunidades. (Foto de Christina Morillo via Pexels.)

Como fazer anúncios de vagas de trabalho

Tratando-se do anúncio em si, com certeza sua empresa quer atrair com ele as pessoas certas, não é mesmo? Para isso, é preciso definir com clareza o que se espera desses profissionais.

Tudo começa com o título da vaga. Ele deve ser exato e de fácil entendimento externo quanto à função e o nível de experiência exigido.

Algumas empresas valem-se de termos como “programador(a) ninja”, “gerente de projetos Jedi” ou mesmo definições específicas dela, como “analista de marketing I”, mas será que eles explicam bem o cargo ou ajudam quem está procurando? Não é necessariamente um problema dar um toque criativo aí, o que pode acontecer é reduzir o alcance do anúncio e gerar um pouco de confusão.

Títulos de cargos precisos, como “vendedor(a) de calçados”, “desenvolvedor(a) front-end” ou “atendimento publicitário sênior”, expressam mais claramente o que se espera do profissional e permitem a este buscar no Google, em sites de vagas de emprego e nas redes sociais a função em que deseja trabalhar.

Definido o título, especifique também as exigências para a função. Algumas podem ser específicas, a exemplo de experiência comprovada, cursos e conhecimentos na área de atuação, enquanto outras podem ser mais gerais: proatividade, trabalho em equipe etc. Uma boa mescla dessas características orientam o perfil desejado para a vaga.

Aproveite o anúncio também para se apresentar aos interessados, falando um pouco da sua rotina, da sua cultura organizacional e benefícios oferecidos. Essa é outra forma de identificação entre empresa e profissional.

Exemplo de vaga de emprego na NSC Comunicação.

Então surge a dúvida: onde postar esse anúncio de emprego?

Sua empresa pode fazer isso por meio de uma plataforma própria para recebimento de currículos, como também no site, blog, portais específicos de vagas e páginas relevantes da sua área de atuação, como o Acontecendo Aqui para quem trabalha com comunicação, um ótimo parceiro para se ter em Santa Catarina.

Agora, sem dúvida as redes sociais também desempenharão um importante papel nessa missão. Inclusive, Facebook e LinkedIn têm seções específicas para fazer essa ponte entre empregadores e futuros colaboradores.

O Facebook Jobs, por exemplo, permite que empresas criem ofertas de trabalho que são exibidas na página da marca e nas buscas. Mas a melhor rede para isso ainda é o LinkedIn, por ter foco profissional e excelente SEO. Tanto as empresas podem procurar pessoas segundo cargos específicos, localização, competências etc. quanto os profissionais podem encontrar oportunidades que tiverem títulos bem definidos na seção de vagas.

Resumindo:

  • Defina um título claro para o cargo;
  • Descreva as exigências específicas e gerais;
  • Apresente um pouco da sua empresa;
  • Poste nos meios à sua disposição;
  • Aproveite as redes sociais próprias para empregos.

Leia também: Guia de estratégia para as redes sociais: completo e direto!

Dica bônus para empresas

Não espere que os interessados vejam apenas o anúncio. Quanto maior o nível de experiência e competência, mais o profissional vai pesquisar sobre sua empresa.

Uma dica valiosa é usar as redes sociais para revelar, de tempos em tempos, como é a sensação de trabalhar aí e falar da sua cultura. Faça posts com colaboradores, sobre eventos internos, momentos de descontração, conquistas importantes… Tudo isso ajuda a humanizar e aproximar as pessoas do seu negócio.

(Foto de mentatdgt via Pexels.)

Como ser encontrado e bem-visto por recrutadores

Do lado de quem procura emprego, esse é um momento cheio de expectativas, necessidades e muita competitividade. Para garantir que você largue com o pé direito, siga estas recomendações abaixo.

Atualize e adapte seu currículo

Como vimos, cada vaga tem exigências específicas. Se você já é um profissional mais experiente, pode adaptar seu currículo para atender a determinada ocasião, selecionando o que é mais importante para aquela função.

Mas se é alguém novo no mercado, use as informações que têm, caprichando nos seus objetivos profissionais. Tenha sempre uma cópia impressa e digital para poder entregar a qualquer momento.

Trabalhar sempre com dados recentes é fundamental, conferindo se o contato ainda é o mesmo e se últimas experiências estão em dia. Mais do que isso, a apresentação do documento deve ser profissional. Há diversos modelos para baixar e preencher, com fontes-padrão e formatação regular. Por fim, salve o documento de texto em PDF, para garantir que sempre seja visualizado do mesmo jeito.

Monte um portfólio

Profissionais de comunicação, envolvidos em criatividade ou de outras áreas que queiram inovar podem montar um portfólio para apresentar amostras concretas de trabalho. Serviços web como WordPress, Wix e Readymag permitem a criação de sites atraentes e com aparência profissional mesmo por quem não entende do assunto.

Quer fazer sucesso com seu portfólio? Então fique de olho em SEO para atrair mais visitantes.

Cuide das suas redes sociais

Assim como as empresas podem usar as redes para mostrar os valores organizacionais, as suas redes mostram quem você é. Faça uma curadoria de conteúdo das coisas que posta e se pergunte: isso pode dar uma impressão errada de quem sou ou me faz parecer menos profissional? Se houver algum risco para sua busca por emprego, é melhor ocultar essa postagem.

Capriche no seu perfil no LinkedIn

A rede da Microsoft é o ponto de encontro de profissionais do mundo todo, com 34 milhões de usuários no Brasil. Com frequência, recrutadores a usam para buscar por candidatos ideais para as vagas que têm à disposição.

Para garantir um perfil de mestre que encante as empresas, atente-se aos seguintes quesitos:

  • Preencha o cargo corretamente: na busca por emprego, muitas pessoas colocam logo após o nome algo como “procuro recolocação”. Isso, em vez de ajudar, impede que os recrutadores as encontrem quando pesquisarem pelas funções que querem preencher;
  • Tenha uma foto profissional: nada de fotos sem camisa, em festas, com bebida, com outras pessoas… A sua exibição deve ser como se apresentaria no primeiro dia de trabalho;
  • Siga o roteiro do currículo: as informações devem corresponder em um e outro documento. No perfil do LinkedIn, como é um conteúdo mais abrangente, você pode colocar até mais experiências que no CV;
  • Preencha os cursos e certificados: ainda no perfil há um espaço para mostrar que você tem sede de conhecimento e está sempre se atualizando;
  • Peça recomendações de competências: o LinkedIn se baseia em tags, ou termos associados a competências dos profissionais, como “inbound marketing” e “gestão de projetos”. Seus colegas e conhecidos podem indicar essas aptidões em seu perfil, informando os recrutadores das suas qualidades quando procurarem por alguém assim;
  • Confira os dados de contato: depois de encantar, é hora de marcar a tão sonhada entrevista.

Seguindo esses passos, você aumenta consideravelmente suas chances de chamar uma atenção positiva em processos de recrutamento.

Resumindo:

  • Tenha um currículo atualizado e profissional (nada de escrever em fonte Comic Sans e dar um e-mail como lulu_do_surf_2009@yahoo.com);
  • Monte um portfólio de trabalhos, quando necessário;
  • Tenha cuidado com aquilo que posta nas redes sociais;
  • Faça um perfil no LinkedIn que facilite as buscas dos recrutadores.

Agora já quer conhecer oportunidades de emprego na maior empresa de comunicação em Santa Catarina e ter uma motivação a mais para atualizar seu perfil profissional? Então conheça as vagas disponíveis na NSC e boa sorte!


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico