logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Turismo

Turismo em Santa Catarina é tido como seguro por turistas

18/12/2020

Um dos setores mais importantes para o Estado, o turismo em Santa Catarina foi também um dos mais afetados pela pandemia de Covid-19. Mas assim como outros indicadores da economia catarinense, há uma perspectiva de recuperação para a indústria turística.

Um relatório recente desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) traz diversos dados que medem a intenção de viajar no contexto da pandemia. Além disso, apresenta o perfil do turista que pretende visitar as atrações do Estado e alguns insights para ganhar a confiança desse público. Veja mais a seguir.

Importância do turismo em Santa Catarina

O setor turístico catarinense é responsável por 12% do PIB estadual, tendo movimentado entre 2018 e 2020 aproximadamente R$ 33 bilhões. Faz parte dele um ecossistema de quase 100 mil empresas vinculadas, segundo registros da Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc), que gera milhares de empregos diretos e indiretos.

Mas além de o turismo em Santa Catarina ser importante para a economia do Estado, ocupa um lugar de destaque no turismo nacional e acumula diversos títulos impressionantes, entre eles:

  • Eleito 12 vezes como “Melhor Estado Brasileiro para Viajar”, pela revista Viagem e Turismo.
  • Entre os melhores destinos no Brasil tanto para ver a neve quanto para aproveitar uma praia.
  • Melhor parque temático, melhor resort e melhor hotel-fazenda do Brasil estão todos em Santa Catarina.
  • Tem a capital mais desenvolvida do Brasil.
  • Melhor segurança do Brasil.

O Estado também conta com uma ampla diversidade de atrativos e experiências a oferecer aos turistas, o que redobra a confiança na recuperação mais rápida do setor que a média nacional.

Leia também: Turismo e pandemia: o que esperar no curto e médio prazo?

Santa Catarina tem em Florianópolis a capital mais desenvolvida do Brasil. (Foto via Unsplash)

Pesquisa da Santur mostra o perfil do turista no Estado

Confirmando o potencial do setor turístico catarinense, a pesquisa da Santur “Intenção de Viagens a Santa Catarina — Contexto Pandemia Covid-19” ainda traz informações pertinentes para orientar o foco das empresas envolvidas. Entre os dados fornecidos, um dos mais relevantes trata da importância do turismo doméstico — e especialmente interno — nos próximos meses.

A pesquisa da Santur coletou dados entre 24 de agosto e 27 de setembro, tendo entrevistado 1.460 pessoas. Portanto, é possível ter uma perspectiva atual e abrangente sobre o mercado turístico catarinense por meio dela.

Para 90% dos entrevistados, Santa Catarina está nos próximos planos de viagem. Entre eles, a maioria (78%) são de residentes do próprio Estado. E quem mora aqui está disponível a percorrer distâncias de no máximo 201 quilômetros a 300 quilômetros (23%), seguido por 101 quilômetros a 200 quilômetros (21%).

Essas distâncias curtas explicam-se pela preferência do carro próprio como meio de locomoção em viagem para 84,1% dos residentes. Mesmo para quem vem de outros estados, o automóvel ainda é preferido por 54,1%, contra 26,2% de avião e 19,6% de outros meios.

Outra informação relevante diz respeito ao perfil médio do turista que visita o Estado: ele é casado, com idade entre 30 e 39 anos, trabalhando no setor privado e com renda per capita entre R$ 2.343,00 e R$ 4.685,00.

Leia também: Por que investir em mídia durante a quarentena?

Segurança para viajar na pandemia foi avaliada na pesquisa. (Fonte: Santur)

Santa Catarina é considerada segura para turismo na pandemia

Além de o Estado figurar nos planos de viagem de nove em cada dez entrevistados pela pesquisa da Santur, Santa Catarina é tida como um destino seguro pelos turistas.

Em uma escala de 0 a 5, em que 5 é totalmente seguro, 80% das pessoas avaliaram a segurança para viajar no Estado entre boa e excelente.

Dos 90% que pretendem viajar por Santa Catarina, 32,3% o farão ainda neste segundo semestre de 2020, com mais 14,5% no fim de ano e 6,3% em demais feriados. O restante dos entrevistados ainda não sabe ou aguardará um pouco mais para viajar.

Mesmo com a boa avaliação para o turismo na pandemia, a segurança ainda é uma premissa importante para o setor. Para os turistas mais inseguros, a maior preocupação é o risco de contágio durante a viagem. Mas, como mostra uma tabela de riscos de contágio por Covid-19 feita pela Associação Médica do Texas, nos Estados Unidos, hospedar-se em um hotel é mais seguro que ir ao salão de beleza ou ao bar, por exemplo.

Já para os turistas mais seguros de viajar, a maior preocupação é a possibilidade de adiamento por aumento de casos de Covid-19. Ou seja, enquanto se precisa de rigidez de protocolos para dar mais segurança aos indecisos, deve ter bastante flexibilidade para negociar alterações nas viagens.

Essa é a oportunidade para o turismo em Santa Catarina conectar-se especialmente com o público local, mostrando que está pronto para recebê-lo na pandemia e mostrando por que é destaque no País. Então veja as soluções da NSC para divulgar seu negócio no Estado e conquistar o turista catarinense.


Negócios SC

Negócios SC

Estúdio NSC Branded Content

Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico