logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Turismo

Quem é o turista na temporada de verão em Florianópolis?

13/04/2022

O turismo em Florianópolis é fonte de experiências maravilhosas e inesquecíveis. Tanto que quem visita a cidade volta diversas vezes ao longo da vida.

Isso é o que mostra uma pesquisa da Fecomércio SC sobre a Temporada de Verão 2022 em Florianópolis. Entre os turistas que passaram pela capital catarinense nesse período, 67% vieram três vezes ou mais à cidade. Além disso, 48% de todos os turistas já a visitaram cinco vezes ou mais.

O alto índice de retorno está relacionado à ótima avaliação que a capital recebe dos que a visitam. O destino tem um Net Promoter Score (NPS) de 86%, ou seja, de cada 100 turistas em Floripa, 86 tornam-se promotores do turismo no local.

A seguir, veja mais detalhes sobre o perfil do turista em Florianópolis na temporada de verão e como ele impacta a economia da região.

Quem é o turista na temporada de verão em Florianópolis?

Os dados da Fecomércio SC revelam que o turista durante a temporada de verão 2022 costuma ter entre 31 e 50 anos, possui um alto poder aquisitivo, é brasileiro, em sua maioria, e viaja principalmente com veículo próprio.

Com relação às faixas etárias, esse intervalo entre 31 e 50 anos representa 51% dos turistas que passaram por Florianópolis nessa temporada. O grupo de 18 a 30 anos corresponde a 32%, enquanto os acima de 51 anos fazem 17% do total.

Em comparação com o turista do litoral catarinense como um todo, segundo outra pesquisa da Fecomércio SC, os visitantes de Florianópolis são um pouco mais jovens.

Faixa etária dos turistas em Santa Catarina durante o verão:

  • 18 a 30 anos: 23,7%
  • 31 a 50 anos: 52,6%
  • 51 anos ou mais: 23,7%

Já no quesito classe econômica, o turista de Florianópolis tem um poder aquisitivo próximo à média do litoral catarinense. O destaque é o salto que as faixas mais altas de renda tiveram entre 2021 e 2022: na capital, a faixa entre R$ 8.813 e R$ 11.015 cresceu 6 pontos percentuais, enquanto a faixa acima de R$ 11.016 subiu 4 pontos percentuais.

Comparação entre turistas de Floripa X turistas de SC em 2022:

  • R$ 1.102 ou menos: 4% / 3,7%
  • R$ 1.103 a R$ 2.203: 9% / 8,6%
  • R$ 2.204 a R$ 5.509: 28% / 28,6%
  • R$ 5.510 a R$ 8.812: 22% / 27,1%
  • R$ 8.813 a R$ 11.015: 15% / 15,1%
  • R$ 11.016 ou mais: 21% / 17%

Tanto em Florianópolis quanto no resto do litoral catarinense, a maior parte dos turistas é composta por brasileiros, especialmente do Rio Grande do Sul. Em Florianópolis, são 77% de turistas nacionais e 43% de gaúchos. Por sua vez, no litoral catarinense como um todo são 86,6% de brasileiros e 30,6% de gaúchos.

Curiosamente, os catarinenses preferem passar a temporada de verão em outros destinos no litoral do Estado além da capital. Em Florianópolis, eles corresponderam a apenas 5% dos visitantes, abaixo dos 16,5% em toda a faixa litorânea. Os paranaenses também seguem o mesmo perfil: são 9% em Floripa e 21% no litoral catarinense.

Essa proximidade dos visitantes explica por que o veículo próprio é o principal meio de transporte utilizado para o turismo em Santa Catarina. Sete em cada dez veranistas no litoral usam essa forma de locomoção nas viagens pelo Estado.

Leia também: Pesquisa revela o cenário do turismo no Brasil em 2022

Praias de Florianópolis atraem turistas de alto poder aquisitivo. (Foto via Freepik)

Turistas em Florianópolis gastam quase R$ 5 mil em média

O tempo médio de estadia na capital catarinense foi de 11,4 dias na capital catarinense em 2022. A maioria dos turistas veio em família (55%), enquanto 21% vieram como casal sem filhos, 14% chegaram em grupos de amigos e outros 10% visitaram sozinhos a cidade.

Um dos fatores que interferem no tempo de permanência é a escolha do meio de hospedagem. Quem permanece em hotéis e similares fica 8,8 dias na cidade, em média. Já quem fica em um imóvel alugado, como Airbnb, estende a visita para 11,1 dias. E quem se hospeda na casa de parentes ou amigos chega a ficar 14,9 dias, em média.

Com isso, o gasto médio em Florianópolis foi de R$ 4.662 no período, distribuído da seguinte forma:

  • Hospedagem: R$ 2.878
  • Alimentos e bebidas: R$ 1.886
  • Lazer: R$ 652
  • Compras: R$ 440
  • Transporte: R$ 341

Nesse sentido, uma boa notícia é que a maior parte dos gastos fica no comércio local dos bairros. Entre os locais de compra preferidos pelos turistas em Florianópolis, 76% indicam o comércio das praias. Portanto, o turismo na capital é capaz de distribuir renda para negócios de pequeno e médio porte de várias partes da cidade.

Para saber mais sobre esse mercado, acesse o estudo da Recuperação regional do turismo de forma gratuita aqui no Negócios SC.

 


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico