logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Economia

Santa Catarina tem saldo de 138 mil novas empresas em 2021

14/01/2022

Santa Catarina entra em um novo ano com grandes desafios, especialmente pela instabilidade econômica e a inflação que afetam o poder de consumo. No entanto, do que depender do empreendedorismo catarinense, a economia estadual continuará crescendo em 2022.

Prova disso é que, mesmo com todas as dificuldades de 2021, Santa Catarina registrou um saldo positivo de 138 mil novas empresas. Outros indicadores econômicos também são bastante favoráveis para os negócios e os trabalhadores no Estado. Saiba mais a seguir!

Santa Catarina fecha 2021 com salto positivo de novas empresas

Com uma população estimada em 7,3 milhões de habitantes, segundo o IBGE, Santa Catarina tem hoje um total de 1.098.820 empresas ativas.

Ao contrário do que se poderia esperar, a pandemia não reduziu o número de empresas ativas no Estado. Inclusive, em 2021, Santa Catarina registrou um recorde histórico anual de abertura de empresas.

Nesse ano, foram abertos 204.954 negócios, enquanto 66.922 foram extintos, totalizando um saldo positivo de 138.032 novas empresas catarinenses entre janeiro e dezembro. O resultado representa um crescimento de 19% de novos negócios em relação a 2020, além de alta de 42% na comparação com 2019, ano pré-pandemia. Os dados são da Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc).

Entre essas novas empresas, o comércio foi a atividade líder em abertura de negócios no Estado.

Atividades que mais abriram empresas em SC em 2021:

  • Comércio: 29.949 empresas.
  • Indústria de transformação: 16.360 empresas.
  • Construção: 15.381 empresas.
  • Atividades profissionais, científicas e técnicas: 11.082 empresas.
  • Outras atividades de serviços: 10.867 empresas.
  • Atividades administrativas e serviços complementares: 10.580 empresas.
  • Alojamento e alimentação: 9.993 empresas.
  • Transporte, armazenagem e correio: 9.679 empresas.

Desses novos negócios, 108.469 são microempreendedores individuais (MEIs), ou seja, 78,6% do total de empresas abertas no período. Certamente há um fator de necessidade por trás desse empreendedorismo, já que muitos catarinenses buscaram fugir da crise em 2021. Mas o Estado também teve milhares de oportunidades de emprego formal no ano, como veremos adiante.

Leia também: Volta às aulas: venda de material deve ter alta em 2022

Empreendedorismo catarinense mostrou sua força em 2021. (Foto via Freepik).

Florianópolis tem maior saldo positivo de novas empresas no Estado

Os dados da Jucesc ainda colocam Florianópolis como o melhor saldo de empresas ativas em 2021 no Estado. Joinville, Blumenau, Itajaí e São José completam as cinco primeiras posições.

Em sua coluna no NSC Total, Renato Igor detalha esses dados:

  • Florianópolis: 23.620 constituídas, 8.019 extintas, 15.601 de saldo.
  • Joinville: 17.414 constituídas, 5.388 extintas, 12.026 de saldo.
  • Blumenau: 11.131 constituídas, 3.611 extintas, 7.520 de saldo.
  • Itajaí: 10.122 constituídas, 2.985 extintas, 7.137 de saldo.
  • São José: 9.245 constituídas, 3.373 extintas, 5.782 de saldo.

Ou seja, juntas, essas cinco cidades foram responsáveis por mais de um terço (34,8%) das empresas abertas em Santa Catarina em 2021.

Joinville, Blumenau, São José, Florianópolis e Itajaí, nessa ordem, foram igualmente as cidades catarinenses que mais abriram postos de trabalho no acumulado de 12 meses até agosto de 2021, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

Leia também: O desempenho das datas comemorativas no comércio de SC

Estado tem menor taxa de desocupação do Brasil

Outro número bastante positivo para a economia catarinense vem dos empregos formais. No terceiro trimestre de 2021, Santa Catarina teve uma taxa de desocupação de 5,3%. O desempenho não só é o melhor do Brasil, como o índice está abaixo da metade da média nacional, em 12,6%. Desde 2012 o Estado mantém os menores indicadores de desemprego no País.

Só entre janeiro e novembro do último ano, Santa Catarina abriu 205,8 mil novos empregos formais, de acordo com o Caged. Isso representa uma alta de 9,72% no estoque de empregos formais em 2021. Então, logo na primeira semana de 2022, o Sistema Nacional do Emprego (Sine) contava com quase 6 mil vagas abertas no Estado.

Com trabalho e renda garantidos, a economia catarinense continua sua trajetória de crescimento. A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) estima que o PIB estadual teve alta de 9,8% no acumulado de 12 meses concluído até setembro de 2021, um dos maiores resultados do Brasil.

Além disso, a arrecadação de Santa Catarina bateu recorde em 2021. A receita total do Estado chegou a R$ 36,2 bilhões no ano, com um crescimento de 22,3% em relação a 2020. Os setores de automóveis e peças, têxtil e de materiais de construção lideraram a alta da receita tributária catarinense.

Esses números reforçam a capacidade da economia de Santa Catarina continuar crescendo. Tal postura será muito importante em 2022, quando novos desafios devem surgir pela frente.

Acompanhe mais dados e indicadores econômicos do Estado em Conheça SC.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico