logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Economia

Famílias catarinenses têm o menor endividamento do Brasil

30/08/2021

A situação econômica das famílias brasileiras é bastante delicada. Por sucessivos meses, a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), tem registrado índices de endividamento recorde no Brasil desde o início da série histórica, iniciada em 2010.

De acordo com a CNC, o percentual de famílias endividadas em julho deste ano alcançou os 71,4%. Em agosto, o número foi ainda maior: 72,9%.

Mas Santa Catarina pode orgulhar-se de caminhar na direção oposta. O Estado não apenas reduziu o percentual de famílias endividadas e com contas em atraso, como atingiu o menor patamar desse indicador econômico desde janeiro de 2013. Confira mais detalhes.

Endividamento em Santa Catarina e no Brasil

No topo da lista dos estados com famílias mais endividadas no Brasil estão Acre e Paraná, ambos com mais de 90% das famílias em dívida, segundo os dados de agosto da CNC.

Na outra ponta, apenas três estados brasileiros apresentam um percentual de endividamento abaixo da casa dos 60%, entre eles Goiás, Piauí e Santa Catarina.

As famílias catarinenses destacam-se, portanto, com o menor endividamento do País: 50% delas revelaram ter dívidas no período.

O cartão de crédito representa a maior fonte de dívidas das famílias catarinenses, como revela a Fecomércio SC. Em julho de 2021, os tipos de dívida mais comuns no Estado foram:

  • Cartão de crédito: 78,8%
  • Financiamento de carro: 45,7%
  • Carnês: 32,5%
  • Crédito consignado: 23,2%
  • Financiamento de casa: 22,2%
  • Crédito pessoal: 15,9%

Além das famílias catarinenses terem o menor endividamento do Brasil, a comparação entre os dados da CNC e da Fecomércio também são muito positivos nos quesitos “dívidas em atraso” e “condições de pagamento”.

Comparação SC x Brasil em julho de 2021:

  • Dívidas ou contas em atraso SC: 7,6%
  • Dívidas ou contas em atraso BR: 25,6%
  • Não terão condições de pagar SC: 2,5%
  • Não terão condições de pagar BR: 10,9%

Como veremos adiante, os melhores índices de Santa Catarina estão relacionados não só ao Estado possuir uma das maiores rendas per capita do Brasil, como ao interesse por planejamento financeiro dos catarinenses.

Leia também: Intenção de consumo cresce pelo 4º mês seguido em SC

Nível de endividamento das famílias por estado no Brasil. (Fonte: Peic, CNC)

Famílias catarinenses têm o menor endividamento da série histórica

A análise da Fecomércio SC sobre o tema é mais positiva que a da CNC. Na avaliação estadual, o total de famílias endividadas chegou a 40,8% em julho de 2021. Esse é o menor resultado registrado desde janeiro de 2013.

Em relação a junho, houve uma redução de 4,75 pontos percentuais no endividamento das famílias catarinenses. As situações de dívidas ou contas em atraso e falta de condições de pagamento também apresentaram queda entre um mês e outro, alcançando, por sua vez, outras mínimas históricas.

  • Total de famílias endividadas: 45,6% (jun/21) | 40,8% (jul/21)
  • Dívidas ou contas em atraso: 9,9% (jun/21) | 7,6% (jul/21)
  • Não terão condições de pagar: 3,1% (jun/21) | 2,5% (jul/21)

Chapecó e Blumenau foram destaque na redução das famílias endividadas entre julho e junho de 2021. Os chapecoenses tiveram uma queda de 11 pontos percentuais, enquanto os blumenauenses reduziram o índice em 8,9 p. p. Já em Joinville e Florianópolis os decréscimos foram de 2,4 e 1,2 p. p., respectivamente

Vale destacar que Santa Catarina ainda teve a capital com menor índice de endividamento das famílias no Brasil em 2020.

Leia também: Florianópolis: construindo a cidade inteligente do amanhã

Renda e planejamento financeiro em Santa Catarina 

O Estado fechou o ano de 2020 com o quinto maior rendimento nominal mensal domiciliar per capita no Brasil. O valor foi de R$ 1.632, atrás apenas de Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

Mas o fator renda não é a única explicação para o menor endividamento entre os catarinenses. Outro aspecto que pode explicar essa posição é o fato de que a região Sul apresenta um alto percentual de pessoas que fazem seu planejamento financeiro, segundo uma pesquisa da Associação Brasileira de Planejamento Financeiro. Três quartos desse grupo (75,1%) revelam a prática.

Além disso, em Santa Catarina está uma das maiores concentrações de pessoas que buscam a organização das próprias finanças.

Para saber mais sobre o comportamento das famílias catarinenses, acompanhe os conteúdos mais recentes da seção Conheça SC. Aproveite também para baixar a apresentação de Insights do Mercado Financeiro e ficar por dentro de outros dados relacionados ao tema.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico