logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Indústria

Expectativas do empreendedor catarinense para 2022

18/02/2022

É inegável que a pandemia afetou o consumidor catarinense. De acordo com uma pesquisa da Fecomércio SC, 83,6% do público no Estado relata, em menor ou maior grau, alguma mudança no comportamento de compra. Isso, por sua vez, impacta o empreendedor do comércio em Santa Catarina.

Agora em 2022 o desafio tem outro nome: inflação. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), indicador oficial de inflação no Brasil, fechou o acumulado de 2021 em 10,06%. E quanto maior esse índice, menor o poder de compra da população.

No entanto, a confiança dos empresários catarinenses voltou a subir no fim de 2021 e entra em 2022 com boa expectativa. A resiliência, mais uma vez, é o forte do Estado.

Acompanhe a seguir os números desse cenário.

Intenção de consumo volta a subir em Santa Catarina

Depois de uma queda abrupta ao longo do segundo semestre, a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) teve ligeira alta entre novembro e dezembro de 2021. O índice, medido pela Fecomércio SC, ficou em 50 pontos no último mês do ano, representando um crescimento de 0,88% em relação ao mês anterior.

Como comparação, o ICF em fevereiro de 2020, antes do impacto da pandemia na economia catarinense, era de 112,1 pontos.

A sutil melhora em dezembro foi puxada pelos resultados positivos nos indicadores de emprego atual (+4,09%), renda atual (+3,13%), acesso ao crédito (+4,45%) e nível de consumo atual (+1,29%).

Entretanto, todos os indicadores analisados pela Fecomércio SC ainda estão abaixo do nível pré-pandêmico. O nível de consumo atual, por exemplo, tem um saldo negativo de 91,9% na comparação com fevereiro de 2020.

Mas toda recuperação é bem-vinda e as vendas de Natal ajudaram a aumentar a confiança do empreendedor catarinense.

Leia também: Santa Catarina tem saldo de 138 mil novas empresas em 2021

Desempenho das vendas cresceu no fim de ano. (Foto via Freepik).

Resultado das vendas no Natal superam pré-pandemia

Outra pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina ouviu 421 empresas sobre o resultado das vendas no Natal de 2021. Descobriu-se, então, que a expectativa de crescimento em relação a 2020 confirmou-se na data mais importante para o comércio.

Empreendedores de Florianópolis, Chapecó, Joinville, Itajaí, Blumenau, Lages e Criciúma revelaram que o ticket médio das vendas no Natal de 2021 ficou em R$ 529,73 (em valor nominal). Isso representa um aumento de 17% frente a 2020.

No entanto, considerando a inflação acumulada no período, o crescimento real foi de 5,7% entre um ano e outro. Inclusive, o resultado de 2021 é maior até do que o do Natal de 2019, quando foi registrado um ticket médio de R$ 527,65, com valor ajustado à inflação.

Já o faturamento do comércio catarinense teve alta de 9,32% entre o Natal de 2021 e o de 2020.

Ainda vale destacar que a participação das vendas on-line quase dobraram em um ano. Em 2020, elas representaram 6,55% das vendas no Natal. Então, em 2021, esse número subiu para 11,23%.

Leia também: O desempenho das datas comemorativas no comércio de SC

Empreendedor catarinense tem boa expectativa para 2022

O empresário de Santa Catarina é conhecido por sua resiliência nos negócios e por sempre buscar ir além. Tanto que o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (ICB-Br) teve um crescimento acumulado de 6,3% entre janeiro e novembro de 2021 frente ao mesmo período do ano anterior. Enquanto isso, a média nacional ficou em 4,6%.

Isso não é diferente no comércio. No acumulado até novembro, o setor apresentou alta de 1,9% no volume de vendas do varejo restrito e de 9,3% no varejo ampliado na comparação com 2020, mesmo com todos os desafios econômicos do período. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio, do IBGE.

Diante desse histórico de superação, o empreendedor catarinense está confiante para este novo ano. A pesquisa “Expectativas do consumidor e do empresário para 2022”, também da Fecomércio SC, destaca essa perspectiva do empreendedorismo em Santa Catarina para o médio prazo.

Para começar, chama a atenção o fato de que 85% dos empresários do comércio estão confiantes de que terão um patamar de vendas bom ou ótimo em 2022.

Expectativa para as vendas em 2022:

  • Ótima: 34,4%
  • Boa: 50,6%
  • Regular: 9,5%
  • Ruim ou péssima: 1,7%
  • Não sabe ou não respondeu: 3,8%

Como comparação, em 2021 uma porcentagem menor de lojistas esperava ótimas vendas: 21,8%. Mas o resultado ainda é menor que o esperado para 2020, antes da pandemia: 52,4%.

Um número maior de empresas também pretende ampliar o quadro de funcionários neste ano. Em 2022, 36,6% delas devem contratar, enquanto esse índice estava em 23,9% em 2021.

Por fim, outro sinal positivo no comércio catarinense é a intenção de investir no próprio negócio. Neste ano, 22,6% dos empreendedores pretendem investir na ampliação do estabelecimento ou na abertura de novas lojas. Em 2021, 18,1% desejavam fazer o mesmo.

Baixe o estudo Retomada do Consumo 2022 e veja outras expectativas para este ano.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico