logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Economia

Como está a retomada econômica de Santa Catarina?

17/09/2021

Em setembro de 2021 completamos um ano e meio de combate à pandemia de Covid-19 em Santa Catarina. As perdas humanas são incalculáveis, mas o avanço da vacinação no Estado tem reduzido significativamente o número de mortes, internações e casos da doença. Já são mais de 2,6 milhões de catarinenses com as duas doses ou a dose única da vacina, segundo o Vacinômetro do Governo de Santa Catarina.

Quando a saúde melhora, acende-se também a luz para a economia catarinense. O Estado vem se destacando em diversos indicadores econômicos frente às demais unidades federativas, comprovando a resiliência dos nossos setores e de todos que contribuem para a retomada econômica de Santa Catarina.

A seguir, listamos sete dados que evidenciam a recuperação dos negócios catarinenses. Confira!

7 dados sobre a retomada econômica de Santa Catarina

1) PIB de Santa Catarina cresceu 9%

O Produto Interno Bruto do Estado subiu de 2,9% em junho de 2020, no acumulado de 12 meses, para 9% em junho deste ano. Enquanto isso, o PIB brasileiro registrou um crescimento de apenas 1,8% em junho. Os dados são do IBGE.

O resultado coloca a economia catarinense entre as de maior crescimento no Brasil — atualmente, é a segunda mais competitiva do País. Contribui para isso uma soma de fatores, combinando os bons desempenhos do setor de serviços, do comércio e da indústria em Santa Catarina.

Leia também: Famílias catarinenses têm o menor endividamento do Brasil

2) Economia catarinense teve alta de 9,13%

Outro dado positivo para o Estado vem do Índice de Atividade Econômica, avaliado pelo Banco Central. Santa Catarina teve um crescimento de 9,13% entre janeiro e junho de 2021 frente ao mesmo período do ano anterior. Como comparação, o Brasil como um todo cresceu 7,01% nesse intervalo.

Santa Catarina tem, portanto, o terceiro melhor Índice de Atividade Econômica no País. Apenas Espírito Santo e Amazonas vêm adiante.

3) Santa Catarina tem arrecadação recorde de R$ 3,6 bilhões em agosto

De acordo com a Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), do Governo de Santa Catarina, em agosto deste ano o Estado apresentou um recorde de arrecadação. O crescimento foi de 17,5% em relação a julho e de 44,4% frente a agosto de 2020.

O feito histórico, no entanto, não dependeu de aumento de impostos. Entre as razões para esse bom desempenho está a retomada econômica de diversos segmentos, com destaque para têxtil, materiais de construção, automotivo e de autopeças, agronegócio e supermercados.

Também contribui para esse resultado o fato de que Santa Catarina conseguiu baixar a taxa de desocupação para 5,8% no mercado de trabalho, o melhor índice do País. Com mais pessoas empregadas há mais consumo e, consequentemente, maior arrecadação.

4) Setor de serviços tem crescimento de 17,1%

Nos primeiros sete meses de 2021, o volume de serviços em Santa Catarina teve alta de 17,1% na comparação com o período entre janeiro e julho de 2020. É o terceiro melhor desempenho entre os estados, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), do IBGE.

Diversas atividades do setor apresentaram crescimento neste ano. O destaque fica por conta dos serviços voltados a famílias, como restaurantes e hotéis, que cresceram 63,2% em julho de 2021 frente ao mesmo mês do ano anterior. Nesse intervalo, também tiveram alta as atividades de transportes (11,7%), turísticas (9,4%) e de informação e comunicação (5,9%).

5) Comércio catarinense cresceu 5,4%

A retomada econômica de Santa Catarina também está no comércio. Entre janeiro e julho deste ano, o crescimento acumulado em volume de vendas no varejo ampliado foi de 5,4% ante o registrado no mesmo período de 2020. O resultado está na Pesquisa Mensal do Comércio, do IBGE.

Por um lado, segmentos como livros, jornais e revistas (com alta de 40,9%) e veículos e peças (com alta de 37,8%) foram muito bem em julho. Por outro, a inflação já se faz sentir nas compras básicas como as de supermercados e hipermercados, que tiveram queda de 3,1% no mês.

Leia também: Inflação e juros subindo. Qual o reflexo nos seus investimentos?

6) Produção industrial avançou 11%

A indústria catarinense é outro destaque no âmbito nacional. No acumulado de 12 meses até julho de 2021, o crescimento foi de 16,3%. Enquanto isso, o Brasil teve um aumento mais modesto, na casa de 7%.

Também aqui a economia catarinense teve o melhor desempenho do País.

7) Saldo positivo de novas empresas chega a 37%

Para completar o cenário de recuperação econômica de Santa Catarina, a Junta Comercial de Santa Catarina (Jucesc) informa que o Estado tem um saldo positivo na abertura de empresas. Entre janeiro e agosto de 2021, foram registrados 144.373 empreendimentos, com 44.546 baixas.

O saldo, portanto, ficou em 99.827 empresas no período — crescimento de 37,18% frente aos sete primeiros meses de 2020.

O comércio, com 22.073 novos negócios, lidera a atividade dessas empresas abertas em 2021. Indústria de transformação e construção vêm mais adiante.

Para acompanhar outros aspectos da economia catarinense, não perca os conteúdos especiais de Conheça SC.


Negócios SC

Negócios SC


Quer acessar mais dados relevantes do mercado?
Confira nossa seção de pesquisas
Clique aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico