logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Comunicação

Santa Catarina em números: o poder do consumidor no Estado

21/10/2019

Santa Catarina tem enormes riquezas culturais, históricas, naturais e, claro, econômicas, acima da média nacional. Exemplo disso é o crescimento do PIB estadual, que chegou a 2,25% no primeiro trimestre de 2019 enquanto o Brasil cresceu apenas 0,23% no mesmo período.

O Estado também apresenta o menor percentual de população em nível de pobreza e a maior taxa de ocupação formal de emprego no País, segundo o IBGE, além de ter uma proporção maior de pessoas nas classes A/B que a média nacional. Dados do Bradesco revelam que no Brasil esse público abrange 10,3% dos brasileiros. Já os catarinenses alcançam 15%, mais de 1 milhão de pessoas, entre os mais ricos*.

Esse é o reflexo de uma economia forte e diversificada, como você confere em seguida.

Uma indústria de muitas vocações

Cada uma das seis macrorregiões do Estado, de acordo com sua própria tradição, contribui de diferentes formas para esse crescimento, como ressalta o Governo de Santa Catarina:

  • Região da Grande Florianópolis: tecnologia, turismo, serviços e construção civil;
  • Região Norte: polo tecnológico, moveleiro e metal-mecânico;
  • Região Oeste: produção alimentar e de móveis;
  • Região do Planalto Serrano: indústrias de papel, celulose e madeira;
  • Região Sul: vestuário, plásticos descartáveis, setor carbonífero e cerâmico;
  • Região do Vale do Itajaí: indústria têxtil e do vestuário, naval e de tecnologia.

O turismo é outro motor da economia catarinense, que perpassa diversas regiões, assim como o desenvolvimento tecnológico. Prova disso é que o Estado concentra seis entre as dez cidades com maior densidade de startups por número de habitantes, segundo um estudo da Associação Brasileira de Startups.

Vejamos então como essa força econômica é traduzida no potencial de consumo dos catarinenses.

Aproveite para descobrir as startups catarinenses que ajudam você a vender mais.

O poder do consumidor catarinense

Santa Catarina tem o sétimo maior potencial de consumo do Brasil, mesmo sendo o 20º menor território entre as demais unidades federativas. No Estado, será gasto em 2019 um valor estimado pela IPC Maps em R$ 221,26 bilhões. Joinville, com R$ 21,68 bilhões, Florianópolis, com R$ 17,57 bilhões, e Blumenau, com R$ 13,44 bilhões, lideram as expectativas de consumo ao longo do ano.

Outros dados apresentados pelo Bradesco revelam como Santa Catarina posiciona-se acima das médias nacionais:

  • Salário médio maior: R$ 2.333 em SC ante R$ 2.157 no Brasil;
  • Mais domicílios com carros: 71,7% ante 45,8%;
  • Mais pessoas com celulares: 81% ante 78,3%;
  • Maior acesso à internet: 62,3 ante 57,5%.

Com relação à demografia, o Estado aí sim segue algumas tendências nacionais, como a distribuição proporcional entre homens e mulheres na população, a porcentagem de pessoas com ensino superior completo perto dos 17% e a maior concentração habitacional em áreas urbanas, acima dos 80%.

A população catarinense também acompanha o fenômeno de envelhecimento populacional que se vê no mundo todo. Em 2017, a média etária estava em 34,9 anos e deve chegar aos 39,3 anos até 2030. Hoje, são mais de 1,3 milhão de pessoas no Estado acima dos 50 anos, como aponta o IBGE, responsáveis por um consumo anual de R$ 71,7 bilhões, de acordo com informações da Câmara de Dirigentes e Lojistas.

Em resumo, o poder de consumo em Santa Catarina está acima da média nacional, impulsionado pelas principais cidades de cada região, e ficará cada vez mais nas mãos de uma população com maior faixa etária.

Veja como é possível divulgar sua marca para os catarinenses.

Santa Catarina tem um mercado privilegiado no Brasil. (Foto via Pixabay.)

Por que anunciar no Estado

Para marcas que desejam conquistar novos públicos em um mercado forte, promissor e diversificado, os cerca de 2,5 milhões de domicílios catarinenses representam uma ótima oportunidade de crescimento.

Além da maior proporção das classes A/B, há um público potencial de 6 milhões de pessoas nas classes C/D/E, com predominância de 67% do total econômico na C. Em meio a isso há uma enorme variedade de gostos, interesses e necessidades a suprir.

Mas não é só com B2C que as empresas podem se desenvolver. O mercado B2B, negócio a negócio, oferece muitas possibilidades. Os mais de 50 mil estabelecimentos industriais, conforme o relatório Santa Catarina em Dados, os polos tecnológicos que somam mais de 12 mil empreendimentos e tantos outros setores dessa economia diversificada abrem um grande mercado empresarial.

Empresa líder em comunicação em Santa Catarina

Quando o assunto é alcançar o coração e a mente dos catarinenses, a NSC Comunicação é referência. Os veículos da empresa estão presentes há 40 anos no dia a dia do Estado e trazem muita informação, cultura e entretenimento em diferentes meios.

A NSC disponibiliza um simulador exclusivo para você descobrir as estratégias mais indicadas de veiculação de suas campanhas estaduais ou regionais, além de oferecer conteúdos para ajudar sua entrada nesse mercado. Um deles é o infográfico “6 Dicas para Vender mais em SC”, com mais dados sobre o cenário comercial e informações de como aproveitar o poder de compra do público. Clique aqui e acesse agora.

 

* Dados referentes a 2017. Fontes: Valor Econômico e Economia em Dia.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico