logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Comunicação

Rádio ou internet: qual é a melhor opção para anunciar?

05/05/2021

Você encontrará em sites e blogs muitos artigos comparando as vantagens de anunciar no meio digital e no off-line. Aqui mesmo no Negócios SC já colocamos as redes sociais e as mídias essenciais frente a frente. Mas o que acontece quando aprofundamos essa comparação, como ao escolher a melhor opção para anunciar entre rádio ou internet?

Tais opções podem parecer distantes em um primeiro momento, mas esse exercício de análise pode ajudar a você a descobrir novas oportunidades de mídia para a comunicação da marca. Então, rádio ou internet, qual escolher? Acompanhe a seguir.

Rádio x internet: comparativo de vantagens ao anunciar

Acessibilidade de investimento

Um comentário comum a respeito da facilidade de anunciar na internet é que você pode anunciar com pouco. Pode investir apenas R$ 100 por mês em redes sociais e anúncios de busca, ou até menos, se desejar.

No entanto, esse pequeno investimento é capaz de trazer os resultados esperados para o seu negócio? Para ter o alcance necessário à sua comunicação, você perceberá que precisará investir muito mais do que R$ 100.

Se você procura um bom custo-benefício, é hora de prestar atenção na rádio. Afinal, quando analisamos a fundo o investimento em rádio, vemos que ele sai mais em conta do que parece. Melhor ainda, quanto maior sua presença na rádio, menor é o custo de cada impacto no ouvinte.

Por exemplo, o Cafezão 2ª Hora na Grande Florianópolis tem uma média de 8.437 ouvintes por minuto, segundo a Kantar IBOPE Media. Um investimento mensal nesse programa, na região da capital, sai por R$ 6.182*.

Se calcularmos então qual é o investimento necessário por ouvinte, percebemos que o valor na verdade é de R$ 0,73 por pessoa. Mas isso não é tudo: o investimento mensal no Cafezão tem um aproveitamento de 44 comerciais de 30 segundos e 66 citações de 5 segundos. Ou seja, o valor do impacto por ouvinte na rádio é de poucos centavos por mês.

Melhor ainda, ao anunciar na rádio você estará contando com um meio de maior confiança e proximidade do público.

Resultado: o valor de entrada do investimento na internet é mais baixo, mas rádio e internet podem ter um valor de investimento por impacto individual na casa de frações de centavo.

Leia também: Mais 5 motivos para fazer anúncios em rádio agora

É possível anunciar na rádio com apenas alguns centavos por impacto. (Foto via Freepik)

Possibilidade de segmentação da audiência

Outro argumento a favor da mídia digital é a possibilidade de segmentar os anúncios da marca com detalhamento.

Entretanto, com a maior proteção dos dados dos internautas, a perspectiva de uma navegação sem cookies tornou mais difícil direcionar a comunicação da marca no meio digital.

E a rádio, será que ela permite uma boa segmentação da audiência?

A resposta é sim. A marca pode segmentar a comunicação da marca por perfil do público, região de cobertura, temas de interesse dos ouvintes, horários, comunicadores de influência, entre outros fatores.

Por exemplo, se você precisa atrair um perfil de consumidor entre 25 e 40 anos, com interesse em alimentação saudável e residentes em determinada região do Estado, a NSC pode orientar quanto à escolha da emissora, da praça, dos programas e horários, além da frequência mais indicada para alcançar seus objetivos de marketing.

A rádio permite, inclusive, a segmentação de campanhas para mercados de nicho, como foi o caso da Roots Bonsai.

É claro que entre rádio e internet há uma diferença no número de camadas de segmentação, tendo a comunicação on-line alguma vantagem nesse sentido. Mas fica a pergunta: quantas equipes de marketing têm dados realmente aprofundados sobre o perfil do público-alvo e os usam na estratégia de divulgação?

Resultado: os parâmetros de segmentação entre rádio e internet são muito parecidos para boa parte das empresas.

Leia também: Como melhorar sua estratégia de rádio?

Capacidade de se analisar os resultados

Há pelo menos um aspecto em que rádio e internet se diferenciam bastante: existem mais métricas para a comunicação digital do que na rádio. É claro, ainda há métricas de rádio, como é o caso da audiência aferida pela Kantar IBOPE Media que mencionamos no primeiro tópico, além dos dados entregues pelo pós-venda da NSC aos anunciantes.

Dito isso, não é a quantidade de métricas que deve servir de base para o investimento em marketing. Na hora de montar a estratégia ideal, o que conta realmente é a capacidade da mídia de gerar resultado positivo, impactando os indicadores-chave de marketing e vendas.

Como demonstrado pelo estudo Profit Ability, da ThinkBox, a rádio oferece o segundo maior retorno médio de investimento no médio prazo entre mídias populares, atrás apenas da televisão. Ou basta olhar para casos de sucesso como o da Padaria Manchester, que quase dobrou o ticket médio de vendas durante a pandemia com uma estratégia de rádio na NSC, para saber que esse meio pode trazer ótimos retornos.

Resultado: aqui a internet leva vantagem na facilidade de definição e análise de métricas, mas o retorno do investimento é o que realmente importa e a rádio tem um enorme potencial para isso.

Saiba mais sobre como anunciar nas rádios da NSC

A conclusão a que chegamos para grande parte dos anunciantes é a seguinte:

  • a rádio é um investimento tão acessível quanto os meios digitais;
  • é possível ter uma estratégia de comunicação segmentada na rádio;
  • rádio traz resultados para a marca e isso é o que justifica o investimento.

Então, por que não anunciar nos dois meios e ter as vantagens de ambos?

Para ver mais detalhes sobre a veiculação nas rádios da NSC, baixe agora nossa tabela de rádios

 

* Os valores indicados neste artigo são referentes a abril de 2021 e podem ser alterados a qualquer instante. Para saber os valores atualizados, consulte a tabela de preços de rádio na seção Soluções NSC.


Negócios SC


Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico