logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Entrevista

Organizações usam tecnologia para garantir desempenho 10 vezes maior

04/10/2018

Conheça o conceito que se baseia no crescimento inteligente para alcançar resultados muito superiores do que os das organizações lineares

Waze, Uber, Facebook, Duolingo. A naturalidade com a qual esses aplicativos entraram no smartphone de milhões de pessoas reflete o segredo das empresas mais rentáveis da atualidade. Conhecidas como organizações exponenciais, termo cunhado pela Singularity University, essa nova geração de negócios se apropria da tecnologia para crescer e costuma desenvolver soluções mais eficientes com rapidez e menor custo do que as companhias tradicionais.

Como isso é possível? Agilidade é a palavra de ordem. Saem os escritórios enormes com centenas de colaboradores para a entrada de novos modelos em rede, onde empregados e empregadores se comunicam remotamente. O próprio movimento abre espaço para novas oportunidades de negócios – o Slack, ferramenta de comunicação entre equipes e clientes, é também uma das organizações exponenciais para ficar de olho.

– Esse exemplo, em que uma organização exponencial é criada para ajudar outras, resume a magia do modelo – afirma a consultora de inovação Gica Trierweiler Yabu.

Mentalidade para a inovação

É fato que muitas organizações exponenciais começam como startups.

– A razão de uma startup existir é para romper um padrão de mercado. É analisar o que existe hoje e entregar o que a sociedade precisa para viver melhor amanhã – explica Yabu.

O Airbnb percebeu o crescimento da cultura de compartilhamento em paralelo a uma grande parcela da população cujo desejo de viajar era dificultado pelo alto custo de hospedagem. Em questão de uma década, a empresa construiu um império ativo em mais de 34 mil cidades e 190 países, com valor estimado de US$ 29,3 bilhões, segundo a CB Insights. Independentemente das consequências que isso trouxe ao mercado hoteleiro, é indiscutível que a disrupção abriu um caminho sem volta.

– Ao mesmo tempo em que existe uma vontade muito grande nas startups de quebrar paradigmas, nem sempre existe um know-how, uma estrutura, uma maturidade de mercado – reflete a consultora.

É por isso que o campo das exponenciais também deve ser ocupado por companhias estabelecidas. Corporações com modelo linear já perceberam a necessidade de atualização e hoje adotam metodologias contemporâneas de inovação. É o caso da General Electric, que implementou o sistema FastWorks com a consultoria de Eric Ries, autor do bestseller The Lean Startup.

No entanto, essa ainda não é a realidade da maioria das empresas com mais de 15 anos de história.

– A verdade é que ninguém quer errar. Tudo que é novo assusta. Mas já existem metodologias documentadas que milhares de empresas usam no mundo inteiro para testar produtos, para lançar soluções de forma efetiva. Não há desculpa, há apenas desconhecimento – aponta Yabu.

A maneira como o consumidor moderno absorveu a inovação apresentada pelas organizações exponenciais reflete no comportamento do mercado de trabalho. As novas gerações esperam atuar em empresas que oferecem a autonomia para a experimentação e o ambiente para avaliar os resultados, por meio de métodos comprovados.

– Corporações com culturas desatualizadas estão fadadas a desaparecer, porque elas não conseguem nem atrair o talento, nem ser atraentes para o cliente externo – reforça o especialista em branding Guilherme Sebastiany.

Mais do que uma estrada para o lucro, absorver essa nova atitude e aprender com as organizações exponenciais é a chave para a sobrevivência das empresas. A evolução pode assustar, mas é necessária.

As características externas que determinam uma Organização Exponencial

  • Staff sob demanda: como a internet encurta distâncias, as empresas aproveitam o melhor do talento humano gerenciando equipes remotas e globais. Isso otimiza os custos de uma unidade fixa, além de abrir as opções para a contratação dos profissionais mais qualificados em cada projeto.
  • Comunidade e multidão: as organizações exponenciais se diferenciam por oferecer uma solução de valor para a sociedade. Logo, promovem interações com as comunidades beneficiadas pelos seus serviços, unindo parceiros, fornecedores e clientes. Em segunda instância, conseguem também influenciar multidões, isto é, a massa que não é um público direto… ainda.
  • Algoritmos: trabalhar com big data é fundamental para identificar as tendências de comportamento que podem gerar novas oportunidades de atuação. As organizações exponenciais utilizam pesquisas e algoritmos para compreender as necessidades das pessoas, além do impacto das soluções que oferecem.
  • Leased Assets: também conhecido como “ativos alavancados”, este item diz respeito à possibilidade de se construir uma empresa reaproveitando recursos disponíveis. A economia colaborativa (que assegura que o Airbnb não possua os imóveis que aluga, por exemplo) e o conceito da “não-propriedade” agiliza o fechamento de negócios.
  • Engajamento: aproximar público e empresa, seja por meio de jogos, seja por práticas que incentivam o feedback, é outro forte atributo das organizações exponenciais. Isso reforça a lembrança da marca e promove a fidelização dos usuários.

IDEIAS

Alguns mecanismos de controle interno que certificam a eficácia das Organizações Exponenciais

  • Interface: o modelo usado para gerenciar os processos e aumentar a eficiência das soluções.
  • Dashboard: as métricas implementadas para monitorar os resultados.
  • Experimentação: A fase de testes ocorre de forma controlada ao longo de todo o processo, e não apenas com o produto pronto.
  • Autonomia: a descentralização garante a agilidade dos processos, já que a tomada de decisão é distribuída entre os especialistas de cada área.
  • Social: as tecnologias sociais estimulam a troca de arquivos, dados e conhecimento entre equipes, além de facilitar o retorno do consumidor.

Camila Beaumord

Camila Beaumord

Content creator

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico