logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Tecnologia

O que é API e qual sua importância para os negócios?

24/08/2021

Em 2021, já é lugar-comum afirmar que vivemos na era de dados e que eles são um recurso valioso para as empresas. Mas acontece que muitos negócios ainda lidam com dados de forma isolada dentro das organizações, como em silos.

O verdadeiro valor dos dados — e das tecnologias em geral — está no uso compartilhado. É da troca que surgem inovações mais rápidas e soluções específicas.

Aí surge a importância das APIs, capazes de criar pontes entre diferentes plataformas e aplicações no mundo digital. Mas você sabe exatamente o que é API e como ela ajuda nos negócios?

Confira a explicação a seguir.

O que é API?

A sigla API vem do inglês Application Programming Interface, ou Interface de Programação de Aplicativos, em português, e representa um conjunto de padrões que permitem conectar e desenvolver aplicações.

É normal que os usuários não saibam o que é API, pois ela fica escondida na programação tudo que o público geral vê é a interface de aplicativos e sistemas. Mas uma mesma ferramenta pode ser composta por diferentes APIs, comunicando-se com outras soluções.

Um exemplo disso é o aplicativo Uber. Logo ao fazer login, o usuário tem a opção de entrar com as contas de Facebook ou Google. Isso é uma API, que conecta o app de transporte com as duas big techs.

Então, ao traçar o trajeto, o Uber já utilizou duas APIs de mapas diferentes: Mapbox e Google Maps. Isso economiza o tempo e o investimento de desenvolver um sistema global de mapas a partir do zero.

Até na hora de pagar a corrida há APIs conectando o serviço com as operadoras de cartão, PayPal e outras formas de pagamento.

Perceba como cada interface de programação de aplicações é responsável por uma tarefa específica dentro do aplicativo, programa ou plataforma. Isso acontece porque a empresa criadora da API define o tipo específico de solicitação que deve ser apresentada e os protocolos para liberação da função. As outras partes não têm acesso completo às ferramentas, apenas a um conjunto de tarefas controladas pela empresa desenvolvedora da API.

Outros exemplos de API incluem:

  • uso do Google Maps em sites de estabelecimentos, de hotéis a restaurantes;
  • compartilhamento dos contatos do celular com o WhatsApp;
  • compartilhamento de músicas do Spotify nos stories do Instagram;
  • acesso de diferentes aplicativos à câmera do smartphone;
  • chatbots integrados a plataformas de comércio eletrônico.

Ou seja, o uso de APIs está completamente inserido em nosso dia a dia e tornam muitas tarefas possíveis.

Leia também: Os 5 estágios do varejo: lições das empresas inovadoras

Da integração de diferentes blocos (microsserviços) surge a inovação. (Foto via Freepik)

APIs privadas, de parceiros e públicas

Uma API é criada quando a empresa tem a intenção de compartilhar seu serviço. Mas pode variar com quem ela decide fazer esse compartilhamento.

Segundo a definição da Red Hat, existem três tipos de APIs:

  • API privada: utilizada apenas no âmbito interno da organização, como uma aplicação que conecta dados entre setores da empresa em um mesmo programa.
  • API entre parceiros: uso compartilhado com parceiros de negócio selecionados. Isso permite alavancar novos modelos de negócio, integrar soluções e controlar com que aplicações você se conecta.
  • API pública ou aberta: são disponibilizadas gratuitamente para serem integradas pelos desenvolvedores nos seus projetos. É o caso do login por redes sociais ou e-mail, a busca do Google dentro de sites, o uso de postagens fora das redes etc.

De acordo com um relatório da Visa, a maturidade digital de uma empresa pode ser medida pela quantidade de APIs que integram suas soluções. Quanto mais avançado o negócio, também há uma preferência pela adoção de APIs entre parceiros e abertas, que aceleram o processo de inovação.

Leia também: Empresas digitais investem em publicidade off-line

Vantagens da interface de Programação de Aplicativos (API)

As APIs são as grandes facilitadoras do mundo digital. Mas elas não são importantes apenas para os usuários, que podem utilizar diversas soluções integradas sem precisar entender de programação. Os negócios que as desenvolvem e as utilizam também têm muito a ganhar.

  • Conectar aplicações, programas e sistemas com linguagens distintas. Isso permite que desenvolvedores trabalhando com arquiteturas diferentes não precisem alterar todo um projeto por causa de um novo microsserviço a ser incluído.
  • Acelerar o desenvolvimento de soluções. Como não é preciso criar do zero, a inovação ganha um impulso com a adoção de APIs como se fossem blocos pré-montados em uma arquitetura já existente.
  • Criar novos canais de receita. Uma praticidade a mais para o público pode atrair vendas, como é o caso da integração do e-commerce com as redes sociais.

Essas são algumas das vantagens das APIs para os negócios. Mas as possibilidades são inúmeras.

Conheça agora mais transformações tecnológicas que estão definindo nosso futuro no e-book NSC Talks: SWSW 2021, com as maiores tendências do evento South by Southwest.


Negócios SC


Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico