logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Comunicação

Desvende 7 mitos sobre mídia para não cair em fake news

01/04/2022

O cuidado com as fake news deve ir muito além do 1º de abril, o famoso Dia da Mentira. Mesmo quando falamos da própria comunicação e da mídia, existem boatos que podem ser bastante prejudiciais para a tomada de decisão nos negócios.

Mas com a NSC você não precisa se preocupar. A empresa líder em comunicação em Santa Catarina tem o compromisso com a verdade, com os fatos e com os dados.

Então, hoje desbancamos sete mitos sobre mídia que atrasam o marketing das empresas catarinenses. Fique por dentro!

7 mitos sobre mídia desbancados

Mito 1: Ninguém mais vê televisão

Este talvez seja o mito sobre mídia mais fácil de desmentir. Basta ver, a qualquer momento, quais são os temas mais comentados para saber que a televisão ainda é a grande fomentadora de debates do Brasil, especialmente a TV aberta.

Mas nada é melhor que um dado concreto para desmistificar essa ideia. Segundo a Kantar IBOPE Media, no ano de 2020 mais de 204 milhões de brasileiros assistiram à televisão. Portanto, a maioria absoluta das pessoas no País está ligada no conteúdo da TV. Além disso, um único episódio de novela ou do Big Brother Brasil pode ser visto por mais de 40 milhões de indivíduos, com imenso impacto no meio virtual.

Leia também: 5 formas de como a publicidade na TV ajuda a vender mais

Maioria absoluta dos brasileiros está ligada na televisão. (Foto via Freepik)

Mito 2: É caro anunciar na televisão

Isso é uma questão de perspectiva. Se você tem uma marca regional, anunciar no intervalo do Jornal Nacional para todo o Brasil pode estar fora do seu orçamento. Mas, convenhamos, essa não seria uma boa estratégia para seu negócio.

Por outro lado, se pretende fazer uma campanha na TV focada no seu público-alvo local, existem oportunidades para todo tipo de orçamento. Duvida? Faça uma simulação de campanha com a NSC ou consulte a tabela de valores da NSC TV para a sua região.

Também vale lembrar que a televisão é uma das mídias que mais trazem retorno da publicidade no longo prazo. Ou seja, é um investimento que vale a pena.

Mito 3: Anunciar na TV só serve para fazer branding

Branding é o processo de construção de como a marca é reconhecida pelo público. Sendo a televisão um meio tão popular, é claro que ela ajudará nesse processo e vai fortalecer a lembrança da marca, mas ela tem uma participação cada vez maior e mais direta nas vendas.

Hoje, a jornada de compra do consumidor é extremamente ágil e conectada. Seis em cada dez consumidores brasileiros têm o hábito de pesquisar on-line pelos produtos vistos na TV, revela a MindMiners. E agora, com o QR Code nos comerciais e durante a programação, o caminho entre o anúncio e a compra fica ainda mais curto.

Leia também: 4 motivos para anunciar na NSC TV e rádios da NSC em 2022

Mito 4: Mídias digitais substituem mídias tradicionais

Este é mais um mito sobre mídia bastante simples de refutar. Afinal, há muito se dizia que a internet ia tomar o lugar da televisão e já vimos que não é bem assim, não é mesmo?

Ainda podemos demonstrar isso com exemplos mais recentes, como o do podcast. Uma pesquisa IBOPE para a Globo mostra que seis em cada dez ouvintes que aderiram ao formato também mantiveram ou aumentaram o consumo de conteúdo em outros meios. Ou seja, novas mídias entram na rotina sem necessariamente tomar o lugar de outras.

Mito 5: A rádio é um meio ultrapassado

Assim como no caso da televisão, a ideia de que a rádio é um meio ultrapassado não se sustenta com o primeiro dado real. Segundo a Kantar IBOPE Media, 80% dos brasileiros em 13 regiões metropolitanas ouviram rádio em 2021, um aumento de dois pontos percentuais em relação ao ano anterior. Inclusive, três em cada cinco ouvintes escutam o meio todos os dias.

Mas não é só a fidelidade da audiência que mantém a rádio viva, é sua capacidade de se renovar, atraindo novas gerações. Tanto que o perfil do público da rádio é semelhante ao da população brasileira como um todo, se considerarmos a distribuição etária, e 43% dos ouvintes têm entre 10 e 39 anos.

A própria forma de consumir áudio está evoluindo. Um em cada quatro ouvintes já consomem rádio pelo celular, comportamento esse cada vez mais difundido.

Leia também: CBN é líder no jornalismo da rádio na Grande Florianópolis

Mito 6: Basta anunciar na internet

Durante o boom do marketing digital, muito se falou que a internet oferecia tudo que os anunciantes precisavam. Então, como se explica que grandes empresas da internet, como Amazon, Google e Facebook, hoje invistam tanto em publicidade na TV?

A resposta é simples: o marketing digital tem suas vantagens, mas não todas. Quando falamos de credibilidade, fortalecimento de marca e visibilidade para o anunciante, as mídias tradicionais são incomparáveis. Só no quesito visibilidade, basta comparar os mais de 204 milhões de telespectadores com os 126 milhões de internautas no Brasil, número bastante inferior, segundo dados da Comscore.

Mito 7: Anunciar em TV e rádio é complicado

Tudo no marketing tem uma curva de aprendizado. Você se lembra da primeira vez que fez um anúncio em rede social, por exemplo? Com a prática, torna-se uma atividade corriqueira.

Anunciar em TV e rádio não é diferente, você só precisa seguir um passo a passo para começar a veicular seus anúncios. Para ficar ainda mais fácil anunciar na TV, por exemplo, a NSC oferece o serviço Vídeo Express. Com essa solução, sua marca tem acesso à produção profissional de um anúncio para televisão, que fica pronto em até 48 horas a partir da entrega do material necessário.

Além da rapidez para começar a anunciar, o Vídeo Express ainda conta com condições exclusivas de mídia e uma estratégia para otimizar seu investimento.

Quer comprovar na prática como é fácil anunciar na NSC? Fale com nossos consultores pelo (48) 99157-1346 ou anuncie@nsc.com.br.


Negócios SC


Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico