logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Tecnologia

Demanda aquecida abre vagas no setor de tecnologia

29/07/2021

A transformação digital das empresas, que mais se parecia a uma maratona, em ritmo constante e prolongado, ganhou ares de cem metros livres com a chegada da pandemia. De surpresa, os negócios viram-se na necessidade de antecipar projetos de migração para o ambiente virtual ou mudar completamente sua forma de operar.

Esse movimento fortaleceu ainda mais o setor de tecnologia. No Brasil, em 2020, houve um crescimento em receita bruta de 5,1% em tecnologia da informação e comunicação (TIC), na comparação com 2019, referente aos investimentos em hardware, software, serviços, nuvem, terceirização de processos de negócios, estatais e exportações. Assim, foram gerados R$ 216 bilhões no ano passado.

Veja o que isso significa para a geração de empregos na área de tecnologia e quais são os profissionais mais procurados pelas empresas.

Cresce o número de vagas em tecnologia

A demanda aquecida tem estimulado a abertura de vagas no setor de tecnologia. Em 2020, apenas a tecnologia da informação e comunicação criou 59 mil postos de trabalho. Já nos primeiros quatro meses de 2021, esse número foi ainda maior: 69.048 novos empregos. Os dados são da Brasscom – Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais.

Santa Catarina, o quarto maior mercado de tecnologia no Brasil, segundo o Tech Report 2020, contribui fortemente para a criação de empregos no setor de tecnologia. Foram geradas mais de 5 mil vagas entre janeiro e maio de 2021, de acordo com o observatório ACATE.

O perfil dos novos funcionários é de profissionais com 29 anos de idade, em média, e com salário de aproximadamente R$ 2.725.

Leia também: Inovação em alta nos polos tecnológicos de Santa Catarina

Profissionais de tecnologia devem estar em constante atualização. (Foto via Freepik)

O desafio de encontrar profissionais qualificados

O Banco Mundial estima que a área de TI criará 420 mil vagas de trabalho no Brasil até 2024. Mas o déficit de profissionais com as qualificações necessárias pode chegar a 260 mil até esse mesmo ano.

Segundo a Brasscom, o País forma 46 mil profissionais anualmente com perfil tecnológico. Mas é preciso mais, além da constante atualização desses trabalhadores. Ano a ano, as exigências para as vagas mudam, conforme a própria tecnologia vai evoluindo e as necessidades do mercado vão se transformando.

A rede social profissional LinkedIn aponta como as principais competências necessárias em 2021:

  • Git;
  • Unity;
  • JavaScript;
  • React.js;
  • CSS;
  • SQL;
  • Scrum;
  • design de experiência do usuário;
  • design de interface do usuário.

Apesar das dificuldades em preencher muitas das vagas em tecnologia, as empresas ainda se fecham para a contratação de mulheres. Elas ocupam apenas 19% das vagas no setor e mais de 51% das profissionais atuantes na área relatam ter sofrido discriminação, como revela uma pesquisa do site de recrutamento Catho. Além disso, elas podem ganhar até 33% menos que os colegas homens em uma mesma atividade.

Ao mesmo tempo que são necessárias políticas públicas para o desenvolvimento desses talentos em tecnologia, que o Governo de Santa Catarina propôs-se a viabilizar em compromisso com a ACATE, as empresas do setor precisam revisar sua cultura empresarial para não limitarem ainda mais o acesso a profissionais competentes.

Leia também: Mulheres na tecnologia: rompendo a barreira de gênero nas empresas

Profissões em tecnologia que estão em alta

Diversas fontes apontam quais são as oportunidades em tecnologia mais procuradas atualmente.

A consultoria Robert Half, por exemplo, indica três cargos em alta. Analista de segurança sênior (com salários entre R$ 9.150 e R$ 18.700), cientista de dados (entre R$ 13.100 e R$ 26.700) e analista de infraestrutura sênior (entre R$ 8.100 e R$ 16.500) são procurados especialmente por telecomunicações, mercado financeiro, varejo, educação e infraestrutura.

Já a Catho dá destaque às vagas no setor de tecnologia que tiveram maior crescimento de oferta entre 2020 e 2019. Foram os mais procurados na plataforma:

  • cientista de dados;
  • desenvolvedor .NET;
  • DevOps;
  • desenvolvedor web;
  • programador AdvPL.

Outro site de recrutamento, o Indeed, ressalta as ofertas de emprego que as empresas têm maior dificuldade de preencher. São as áreas mais difíceis de contratar, nesta ordem:

  • engenheiro de software;
  • desenvolvedor Java;
  • desenvolvedor Android;
  • desenvolvedor back-end;
  • desenvolvedor iOs;
  • consultor SAP;
  • webmaster;
  • desenvolvedor C#;
  • desenvolvedor full stack;
  • desenvolvedor PHP.

Para os profissionais de tecnologia atuais e futuros, vale ficar de olho nessas tendências do mercado e especializar-se nas competências com o maior potencial de crescimento. Enquanto isso, para as empresas, investir em capacitação dos seus colaboradores e em comunicação institucional para atrair talentos é um bom caminho para conseguir suprir suas demandas.

Quer saber mais sobre as transformações tecnológicas do futuro? Baixe o e-book NSC Talks SXSW 2021 e fique por dentro das maiores tendências em tecnologia apontadas no evento South by Southwest deste ano.


Negócios SC


Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico