logo Negócios SC
Simule sua Campanha

voltar

Negócios SC

Negócios SC

Comunicação

Como o público brasileiro se relaciona com reality shows?

16/06/2021

Em agosto de 2021 estreia na programação da Globo e NSC TV a atração The Masked Singer (O Cantor Mascarado, em tradução literal), um novo programa de entretenimento para os brasileiros. 

O reality show será apresentado pela cantora Ivete Sangalo e baseia-se no modelo de competição musical, assim como o The Voice. A grande diferença é que os participantes são celebridades que se apresentam completamente fantasiadas, cujas identidades só são descobertas após sua eliminação da disputa.

The Masked Singer já foi realizado em mais de 40 países, sempre com sucesso, e promete agitar também o público no Brasil. Afinal, o telespectador brasileiro ama reality shows, como podemos demonstrar. Acompanhe os dados sobre essa paixão nacional.

Por dentro do consumo de reality shows na TV

Em uma pesquisa com 1.000 consumidores de todo o País, a MindMiners revela que um número impressionante de 89% dos entrevistados já assistiram a algum reality show. Além disso, como destaca a Globo, 90% sabem o que é um reality show, ou seja, um tipo de programa de televisão baseado na vida real.

Tais atrações dividem-se em dois grupos:

  • A competição envolve a eliminação progressiva dos participantes até se chegar a um vencedor.
  • A série de realidade pode acompanhar os conflitos de um mesmo grupo de pessoas ao longo de uma temporada ou representar as interações de um núcleo central com diferentes pessoas reais e geralmente anônimas em cada episódio.

Por causa do distanciamento social provocado pela pandemia, o consumo de reality shows na TV brasileira cresceu ainda mais. Em uma pesquisa da Behup, com 1.303 espectadores de realities, sete em cada dez pessoas aumentaram o tempo em frente à televisão e mais de 80% assistiram a alguma atração relacionada nesse período.

Os jovens e millennials foram, proporcionalmente, os que mais viram reality shows na pandemia:

  • Entre 18 e 24 anos: 87% assistiram.
  • Entre 25 e 34 anos: 88% assistiram.
  • Entre 35 e 44 anos: 82% assistiram.
  • Acima de 45 anos: 79% assistiram.

Esse formato é capaz de mexer com o público brasileiro de diferentes maneiras. Emoção, expectativa, identificação, torcida e até revolta com atitudes dos participantes são despertadas pela narrativa televisiva. Tanto que, segundo a MindMiners, 56% dos entrevistados assistem reality shows pelo menos três vezes por semana.

Leia também: TV aberta: conteúdo que move o Brasil

The Masked Singer trará um formato diferente de reality show. (Imagem: Vincent Dolman/Bandicoot TV/ITV/PA)

Relação cada vez mais digital com o público brasileiro

O consumo de reality shows no Brasil não se restringe à televisão. Nas redes sociais, o consumo cresceu 117% de 2020 para 2021, de acordo com a Kantar TV Ratings.

Só o Big Brother Brasil 2021 teve mais de 380 milhões de menções no Twitter em toda a temporada. O número representa um aumento de 40% a mais de comentários em relação ao BBB20, que já havia sido imensamente popular entre os internautas.

Para a maioria do público, os reality shows são tema diário. Segundo a Behup, o brasileiro consome informações relacionadas às suas atrações favoritas com a seguinte frequência:

  • Todos os dias: 51%
  • 4 a 6 dias por semana: 10%
  • 2 a 3 dias por semana: 21%
  • 1 dia por semana: 18%

Mas o telespectador não está interessado apenas nas emoções do programa e na vida dos participantes. Ele também está aproveitando os realities para descobrir novos produtos e serviços das empresas patrocinadoras.

Leia também: Audiência da televisão aumenta o engajamento com a marca

Impacto dos reality shows na venda de produtos. (Imagem via MindMiners)

Mais visibilidade para as marcas anunciantes nos reality shows

A enorme audiência dos reality shows na TV brasileira — além da ampliação do conteúdo no meio digital — traz um impacto bastante positivo para as marcas anunciantes.

À pesquisa da MindMiners, 42% dos consumidores brasileiros revelaram que já conheceram alguma marca ou produto por meio de um reality show. Mais ainda, 32% declararam que o interesse por determinado produto aumentou após ele ser visto no programa.

Enquanto isso, a Behup indica que seis em cada dez telespectadores buscam mais informações a respeito de produtos ou serviços depois de serem anunciados na atração. Além disso, quanto maior o poder de compra do telespectador, mais ele se conecta com as marcas anunciantes.

Uma das razões por trás desse fenômeno está na credibilidade que a marca transmite com sua presença na televisão, como afirmam 70% dos entrevistados pela Behup. Essa publicidade na TV durante o BBB21 foi responsável, entre outros cases de sucesso, por garantir ao PicPay 3 mil novos cadastros em apenas uma ação durante o programa.

Então, quer saber agora mais sobre as vantagens e oportunidades de mostrar sua marca na televisão? Saiba tudo sobre como anunciar na Globo em Santa Catarina.


Negócios SC


Já ouviu o podcast Negócios SC? Conteúdo direto ao ponto com convidados super especiais Ouça aqui
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook youtube infograico