logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Marketing

Marketing off-line: o que é, exemplos de mídia e dicas

21/01/2019

Em um mundo cada vez mais digital, qual é a importância do marketing off-line?

Para responder a essa questão, vamos começar com a definição básica. Afinal, o que é marketing off-line? É um conjunto de ações para divulgação da marca fora da internet. Podemos destacar os exemplos da televisão, da rádio, dos jornais impressos, das revistas e da mídia OOH (out of home, ou mídia externa). E vale ressaltar que o marketing off-line também pode ser digital, como em painéis eletrônicos.

Pelos exemplos acima, você já deve ter percebido que as mídias usadas para marketing off-line continuam bastante presentes na vida do público. Algumas dessas mídias, como a TV, inclusive são cada vez mais consumidas pelo público. Por isso, é muito importante ter esse tipo de estratégia na sua comunicação.

Descubra mais sobre esse tema a seguir.

Integrando o marketing off-line

Nesta era omnichannel, o consumidor transita o tempo todo entre mídias on-line e off-line. A experiência dele com a marca pode acontecer pelos mais variados pontos de contato, conforme a vontade dele. O desafio é pensar na jornada do consumidor de uma forma integrada, facilitando a transição da comunicação entre diferentes meios.

Portanto, sua estratégia de marketing deve ser uma só, seja on-line, seja off-line.

O que traremos aqui são as diferenças do marketing off-line para o on-line, alguns exemplos de mídia off e dicas para otimizar essa parte específica da sua comunicação. Vamos lá?

Leia também: Como criar um plano estratégico de marketing: 5 passos para o sucesso

Marketing off-line x marketing on-line: quais são as diferenças?

Alcance:

O marketing on-line, especialmente nas redes sociais, tem virtualmente um alcance maior por não ser limitado geograficamente. No entanto, o marketing off-line oferece uma penetração maior da comunicação em determinadas regiões, ainda mais quando falamos de mídias de massa. Como comparação, no Brasil 70,5% dos domicílios possuem acesso à internet, enquanto a televisão está presente em 96,4% deles, segundo pesquisa do IBGE.

Percepção do público:

Outro benefício de contar com uma estratégia de marketing off-line é agregar confiabilidade à comunicação. Por serem mais bem estabelecidos no mercado, meios como a televisão, o jornal e a rádio dão respaldo à marca. Além disso, podemos citar o estudo do Opinion Box que revelou um índice maior de aprovação pelo público das propagandas na TV (56%) que os anúncios no Facebook (51%).

Custo:

Marketing nunca é gratuito. Mesmo as mídias espontâneas significam que houve um investimento em produto, relacionamento etc. No entanto, as mídias digitais tendem a ser percebidas como de menor custo, principalmente no caso do inbound marketing.

Agora, quanto maior o alcance desejado, maior é o investimento necessário, seja qual for o ambiente. É nesse cálculo de custo-benefício que a mídia off-line surpreende, oferecendo às empresas ótimas taxas de ROI para atingir um público maior.

Leia também: Quanto custa um comercial na TV aberta e como anunciar

Acompanhamento:

O marketing on-line tem a vantagem de oferecer dados em tempo real de uma campanha, o que permite identificar cada ação dos usuários na internet e ajustar a estratégia conforme o desempenho. Por outro lado, embora haja diversas formas de medir o impacto do marketing off-line, o acompanhamento das ações do consumidor não tem o mesmo nível de detalhe nesse caso.

Praticidade de segmentação:

A segmentação é um elemento fundamental para o sucesso de qualquer estratégia de marketing. A mídia certa precisa ser entregue para o público certo, no lugar certo e no momento certo. Fazer isso on-line implica um enorme desafio e, muitas vezes, uma grande dor de cabeça. Anúncios na rede do Google exigem a configuração de um modo; no Facebook, de outro, e assim por diante.

Veículos de comunicação como a NSC facilitam em muito esse processo não só em meios digitais, mas também off-line. Estudamos constantemente nosso público para entender características pessoais, profissionais, econômicas e de comportamento para oferecer conteúdos segmentados aos interesses dele. Os anunciantes então podem escolher com mais segurança como, quando e no que investir, com base nessa experiência de mercado.

Confira nosso simulador de campanhas, que permite encontrar as melhores soluções em mídia para seu negócio de um jeito muito mais fácil.

Meios off-line e on-line são inseparáveis na vida do público. (Foto via Freepik)

Exemplos de mídia usadas no marketing off-line

Agora que você está por dentro das diferenças, acompanhe a seguir alguns meios off-line para incrementar sua estratégia de marketing.

Televisão:

É um dos principais meios de acesso à informação e ao entretenimento dos brasileiros, sendo também o de maior presença nos lares do Brasil. Conta com uma vasta gama de canais abertos e por assinatura, muitos deles já com forte atuação on-line. Por meio de anúncios comerciais, patrocínios de programas e merchandising, os anunciantes podem alcançar um público mais amplo, mas ainda segmentado.

Jornais e revistas:

Os anúncios aqui podem variar desde frações de páginas até páginas inteiras ou sequências delas. Um formato comum também é o encarte, no qual a publicação é envolvida por uma peça de comunicação da marca. Assim como na TV, a escolha dos veículos mais adequados ao público-alvo é crucial para o sucesso da campanha.

Leia também: Anúncios de jornal: como eles podem impulsionar seu negócio

Rádio:

Anúncios na rádio trazem diversas vantagens para uma estratégia de mídia. Esse meio permanece relevante no dia a dia do catarinense, como prova a audiência da própria NSC: nossas emissoras alcançam mais de 1 milhão de ouvintes no Estado. Só em Florianópolis, impactamos mais de 380 mil pessoas por mês.

Eventos:

O marketing de eventos vem ganhando espaço na estratégia das empresas pelos resultados que traz. Santa Catarina é expoente nesse quesito, com eventos de impacto internacional, como o RD Summit e AEx Agile Experience, e de influência local, como a Confraria do Vinho e o Conexão Verão.

Além da organização, empresas podem atuar como patrocinadoras, inclusive em iniciativas menores para fortalecer sua imagem para públicos bastante segmentados.

Leia também: Confira os principais projetos da NSC Comunicação para 2019.

Panfletagem:

A entrega de materiais publicitários como panfletos e folders ainda é uma prática comum e pode trazer bons resultados, só que é preciso ter atenção à qualidade do material, ao local e ao momento de entrega para se alcançar o público ideal. Considere também fazer alguma ação presencial que reforce a mensagem do impresso.

Mídia externa:

Outdoors, busdoors (e demais adesivagens), placas e banners, quando estrategicamente localizados, ajudam a fortalecer a imagem da marca no cotidiano do público-alvo.

Leia também: Pesquisa sobre investimentos em mídias de massa

Dicas para vender mais com marketing off-line

Além das especificidades das mídias, vale ressaltar algumas orientações gerais para otimizar seu investimento e ter melhores resultados da comunicação.

Conheça o público-alvo:

Nunca é demais insistir nesse ponto. Conhecer o público-alvo é essencial para criar a mensagem que mais ressoe com ele e encontrar os canais, meios e veículos mais adequados para alcançá-lo.

Faça cross-media:

Cross-media, ou crossmídia, nada mais é que o cruzamento de mídias. Como dissemos, o consumidor omnichannel circula por muitos canais de informação e entretenimento. Portanto, as marcas têm o desafio de estender a maior rede possível de comunicação para captar a atenção dele.

Constância:

Resultados de longo prazo surgem com estratégias igualmente prolongadas. Anúncios pontuais podem ser úteis em eventualidades, no entanto a construção de uma marca e de sua relação com o público leva tempo. A equação que a equipe de marketing precisa encontrar é como tornar a marca presente sem ser repetitiva.

Criatividade:

Em qualquer mídia, uma coisa é certa: haverá intensa disputa pela atenção do consumidor. Embora não haja dados exatos sobre o Brasil, estima-se que nos Estados Unidos uma pessoa seja exposta a mais de 4.000 anúncios por dia. Portanto, para se destacar, é preciso surpreender.

Gostou das dicas para ter sucesso no marketing off-line? Aproveite também para ver como a NSC pode ajudar em toda a comunicação da marca. Baixe o e-book Como otimizar seu funil de vendas com a NSC e saiba mais.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico