logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Vendas

Como criar uma loja virtual e vender pela internet?

08/04/2020

​​​​​​​Este ano acelerou a necessidade de as empresas acompanharem a transformação digital e se adaptarem à nova realidade do comércio on-line. Muitas agora estão correndo para o digital para poder vender pela internet e os empreendedores se perguntam como criar uma loja virtual no Instagram e no Facebook, ou se vale mais a pena ter um e-commerce próprio ou se cadastrar em um marketplace.

Para ajudar nesse assunto, preparamos este guia explicativo sobre como iniciar as vendas pela internet. São dicas práticas para começar a operação em pouco tempo. Acompanhe.

Vender pelas redes sociais X loja virtual própria X marketplace

A primeira dúvida na hora de começar a vender pela internet geralmente é sobre o melhor meio de fazer isso. Nesse sentido, ter uma loja virtual no Instagram e Facebook costuma ser cogitado.

Infelizmente, o serviço no Brasil tem limitação para compras diretamente pela rede social. É preciso ter uma conta bancária nos Estados Unidos para liberar essa opção. Para realizar as transações, restam a loja virtual fora das redes sociais e o marketplace:

  • Loja virtual: é o seu ponto de venda próprio na internet, mostrando um catálogo dos produtos pelo qual as pessoas podem comprar.

  • Marketplace: é um shopping virtual que reúne diversos vendedores em um só lugar.

A loja virtual pode variar em complexidade de estrutura e capacidade de personalização. Mas fique tranquilo, pois existem plataformas que facilitam a criação desse comércio on-line, como veremos adiante. Os pontos positivos dessa escolha são o fortalecimento da identidade da marca, já que seus produtos não se misturarão com os de outros fornecedores, e a integração com as redes sociais.

Para integrar os produtos da sua loja virtual ao Facebook e Instagram, sua empresa precisa ter uma conta comercial e abrir um catálogo de produtos no Facebook. Então, é possível puxar as informações dos produtos, como descrições e preços, da loja virtual. Isso permitirá criar anúncios compráveis: o seguidor vê um post com determinado produto, toca na imagem para aparecer o link do item e então é encaminhado para uma página no e-commerce.

Já a opção do marketplace é para quem espera maior alcance orgânico. Esses grandes portais, como a Amazon, fazem um ótimo trabalho de SEO e têm milhões de acessos, o que torna os produtos mais fáceis de serem encontrados. No entanto, a competição com outras marcas é muito maior.

No geral, a loja virtual é melhor para empresas que querem personalização, maior controle sobre a operação e identidade de marca fortalecida. Enquanto isso, o marketplace poupa algumas etapas, mas o controle é menor.

Se quiser, pode investir nas duas estratégias para aumentar suas chances de sucesso.

Veja mais detalhes em: Loja virtual ou marketplace: como escolher o melhor?

Com as ferramentas certas é possível criar uma loja virtual rápido. (Foto via Freepik)

Marketplaces para vender pela internet

Os marketplaces podem ser segmentados ou gerais. Entre os gerais, temos Amazon, Mercado Livre, OLX e Americanas.com. Rappi também compreende uma gama de produtos, além de alimentos. Já Uber Eats e iFood são segmentados à gastronomia.

Temos também a Dafiti para moda, Elo7 para artesanatos e produtos criativos, Enjoei para usados, Estante Virtual para livros, Hotmart para cursos e tantas outras possibilidades.

Leia também: O que são D2C brands, ou marcas direto para o consumidor?

Como criar uma loja virtual própria

Alguns serviços permitem criar uma loja virtual em pouco tempo. Os passos são os seguintes.

Escolha uma plataforma

O jeito mais fácil de iniciar uma operação de vendas na internet é optar por uma plataforma que já ofereça um modelo de loja pronto, que você só precise customizar. Compare bem as opções e fique de olho na quantidade de produtos que poderá ter no catálogo de acordo com o plano contratado.

Aqui trazemos algumas soluções entre as várias existentes no mercado. Independentemente da ferramenta escolhida, sua empresa será responsável pela logística de envio dos produtos e deverá informar corretamente aos clientes os prazos de remessa. Por isso, é importante ficar atento ao funcionamento do serviço de entrega pelos Correios ou contratar uma empresa própria para isso.

  • Loja Integrada: plano inicial grátis, até 50 produtos e 5.000 visitas por mês*.

  • Shopify: plano inicial a 29 dólares por mês, com produtos ilimitados, certificado de segurança grátis e taxa de 2% por transação.

  • Nuvemshop: plano inicial a 14 reais por mês, com produtos ilimitados e taxa de R$ 2 por venda concluída.

  • Loja Virtual: plano inicial a R$ 29,90 por mês, até 50 produtos e sem comissão de venda.

  • Existem também algumas extensões que permitem adicionar uma loja virtual a um site já pronto, como o plugin WooCommerce para WordPress e a Loja Virtual para sites no Wix.

Contrate um intermediário de pagamento

Um passo em conjunto com o primeiro é selecionar a ferramenta que realizará as transações financeiras, etapa conhecida como check out. Confira se a plataforma do e-commerce é compatível com o intermediário e quais formas de pagamento são aceitas, entre bandeiras de cartão, boletos, débitos e depósitos.

Descubra algumas possibilidades:

  • Paypal: para receber em até 24 horas, é cobrada uma taxa de 4,79% mais R$ 0,60 fixo por transação dentro do Brasil. Compras a prazo têm uma tarifa adicional de 1,92% a cada parcela.

  • Pagseguro: para receber em 14 dias, é cobrada uma taxa de 4,99% mais R$ 0,40 fixo por transação. Compras a prazo têm um adicional de 2% ao mês.

  • Mercado Pago: para receber na hora, é cobrada uma taxa de 4,99% no cartão. Compras por boleto têm uma taxa de R$ 3,49, para receber em três dias.

  • Picpay: para receber em 24 horas, a taxa é de 5,89% por transação. Para receber em 30 dias, a taxa cai para 3,89% por transação.

Leia também: Como lidar com reclamações de clientes on-line?

Personalize sua loja virtual

Com os serviços contratados, dê uma cara própria à sua loja virtual, respeitando a identidade visual da marca e o tom de voz da comunicação. As plataformas que listamos acima têm diferentes templates para escolher, isto é, bases padrão de aparência para sua empresa adaptar conforme a necessidade.

Otimize para vender pela internet

Suba fotos atrativas de produtos para atrair a atenção do público, mas cuidado com o tamanho dos arquivos, ou o carregamento da página será mais demorado. Nos textos, também se atente às melhores práticas de SEO para aumentar o alcance orgânico dos seus produtos nas buscas pela internet.

Quer conhecer mais detalhes sobre como aperfeiçoar seu e-commerce e atrair mais visitas? Descubra os 35 itens essenciais de um site de sucesso e fique por dentro da otimização para mecanismos de busca. Baixe agora!

* Estas informações foram consultadas durante a escrita deste conteúdo e podem variar a qualquer momento, a critério dos serviços mencionados.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico