logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Vendas

Black Friday: o que esperar das vendas em 2020?

16/10/2020

Faltando quase um mês para a Black Friday 2020, quais são as expectativas do comércio? O cenário indica que essa importante data comercial pode ser vista com esperança de vendas pelas marcas, em lugar da preocupação que houve em boa parte deste ano.

O varejo, especialmente o varejo em Santa Catarina, vem em um movimento de recuperação e até alta, mesmo com a pandemia. A seguir, reunimos alguns dados que demonstram esse crescimento e justificam o otimismo.

Então, já como contagem regressiva para a data, saiba mais sobre o que esperar das vendas na Black Friday e prepare seu negócio.

A importância da Black Friday 2020

Ano a ano, o faturamento da Black Friday vem em constante crescimento. Só no varejo on-line, saltou de R$ 0,87 bilhão em 2014 para R$ 3,2 bilhões em 2019, segundo Ebit|Nielsen.

Se a data é muito esperada pelo varejo, o consumidor a espera ainda mais. Também de acordo com Ebit|Nielsen, os gastos do brasileiro na Black Friday superam o gasto anual médio no e-commerce — são R$ 1126 na ocasião, contra R$ 1002 no ano todo.

No contexto econômico da pandemia, outros fatores contribuem para aumentar a importância da Black Friday no planejamento de compras dos brasileiros.

Em documento interno, a inteligência de mercado da Globo calcula o quarto trimestre de 2020 como o mais importante para o consumo no Brasil. A projeção é de que ele represente 29% das vendas no varejo restrito neste ano.

Por causa da pandemia, há um consumo represado para o segundo semestre de 2020, esperando justamente as oportunidades pelas quais a Black Friday é conhecida. Na região Sul, 64% dos consumidores adiaram as compras nos meses anteriores. Isso, somado ao momento consideravelmente bom do varejo em Santa Catarina, traz uma grande oportunidade para o comércio aproveitar no Estado.

Leia também: Black Friday 2020: Globo revela oportunidades para a data

As vendas no varejo devem ser agitadas pela Black Friday. (Foto via Freepik)

O varejo em Santa Catarina

A Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), realizada pelo IBGE, ajuda-nos a entender melhor a posição de destaque da economia catarinense em relação ao panorama nacional.

De acordo com os últimos dados divulgados, referentes a agosto, Santa Catarina teve um crescimento de 10% no volume de vendas comparado ao mesmo mês de 2019. E enquanto a maioria dos estados vem amargando perdas no acumulado entre janeiro e agosto de 2020, o varejo catarinense cresceu 4,2%. No Brasil todo, a média desse índice ficou em -0,9%.

Outro sinal positivo vem das vendas no Dia das Crianças, que servem de termômetro comercial para as últimas datas comemorativas do ano. Em Santa Catarina, confirmou-se a perspectiva da Federação das CDLs de Santa Catarina: as vendas no varejo do Estado tiveram um aumento de 2,9% em relação a 2019.

Leia também: Economia catarinense volta a crescer na pandemia

Perspectivas de vendas na Black Friday

Mesmo com esses ventos soprando na direção de bons negócios, as marcas têm o desafio de convencer uma maioria de consumidores indecisos sobre comprar ou não na Black Friday 2020. Uma pesquisa da Globo mostra que eles formam 40% do público na região Sul, enquanto 35% já estão decididos a comprar e outros 25% não comprarão na data.

Entre os decididos, para 76% a Black Friday tem igual ou maior importância neste ano. Muito disso está relacionado ao adiamento das compras.

Então, o que o consumidor no Sul está esperando para comprar? Um em cada cinco aguarda promoções ou redução nos preços, ou seja, uma oportunidade como a Black Friday. Mas nada de tentar enganá-lo! Oito em cada dez consumidores vão considerar se realmente é uma promoção antes de decidir a compra.

Quase metade dos consumidores de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul (47%) também pretendem utilizar a data para antecipar as compras do fim do ano. Portanto, as marcas que focarem a estratégia de comunicação de massa apenas no Natal podem perder essa primeira leva de público.

Leia também: Como aumentar o interesse do público pelo seu produto?

NSC e Globo no funil de vendas

Você sabia que nove em cada dez pessoas com o perfil de comprador na Black Friday estão nas plataformas Globo? Isso é o que revelam dados do TGI Clickstream. E vale lembrar: a NSC TV é a afiliada Globo em Santa Catarina.

A televisão, além de proporcionar mais credibilidade para as ofertas anunciadas, é fundamental para aumentar o conhecimento do público sobre a marca e suas oportunidades. Para quem trabalha com o modelo de funil de vendas, podemos traduzir isso como uma ação otimizada de topo, ajudando a atingir o maior número de pessoas pelo menor custo possível.

No topo também podem ser usadas mídias em jornal e rádio na NSC para fortalecer a lembrança da marca com um ótimo custo-benefício do investimento.

A partir disso, no meio do funil, conteúdos patrocinados trazendo informações mais aprofundadas ao consumidor são úteis para auxiliá-lo na escolha.

Por fim, anúncios digitais no NSC Total, o portal de notícias com maior audiência em Santa Catarina, e dark posts nas redes da NSC auxiliam na conversão direta da campanha.

Para saber mais sobre o papel das mídias essenciais nas vendas da Black Friday, veja como otimizar seu funil de vendas com a NSC.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico