logo Negócios SC
Simule sua Campanha
Comunicação

6 fatos para conhecer sobre mídias essenciais

21/08/2019

Já ouviu falar de meios de comunicação de massa, certo? Também conhecidos como mídias de massa, aqui no Negócios SC preferimos dar um nome especial para eles: mídias essenciais. Com isso, nos referimos a TV, jornal impresso, rádio e portais web com grande volume de acessos.

E por que essa mudança?

Primeiro, com a evolução da comunicação, especialmente agora que vivemos em uma cultura da informação, está ultrapassada a ideia de que lidamos com uma massa uniforme ou sem identidade de pessoas. Nós conhecemos muito bem nossa audiência e identificamos diversos segmentos que vão desde locais, demográficos e econômicos até perfis de interesse.

Segundo, porque mídias como televisão, rádio, jornal e portais digitais são de fato essenciais para o desenvolvimento da sociedade. De um lado, oferecem informação, cultura e entretenimento ao público. De outro, são indispensáveis para o posicionamento das marcas no mercado cada vez mais complexo e para seu relacionamento com as pessoas.

Agora que você já sabe um resumo das mídias essenciais, confira mais curiosidades sobre elas a seguir.

6 fatos sobre mídias essenciais

1. O significado da palavra “mídia”

“Meio” e “mídia” vêm da mesma origem, a palavra latina medius. O que acontece é que “meio” veio direto ao português, enquanto “mídia” é importada do inglês media, plural de medium (meio). Na língua inglesa, seu uso serve tanto para um meio individual ou um conjunto deles.

Ou seja, meio e mídia significam a mesma coisa individualmente, e mídia ainda pode se referir a um conjunto de meios — como a mídia impressa, referindo-se a jornais, revistas, livros etc.

Leia também: A diferença entre canal, veículo, meio de comunicação

2. Mesmo a mais recente já existe há muito tempo

As mídias essenciais percorreram um longo caminho até se tornarem o que as conhecemos hoje. Se formos analisar cronologicamente, elas surgiram nesta ordem:

  • 1609: Primeiro jornal impresso, na Alemanha;
  • 1894: Primeira transmissão de rádio, na Inglaterra;
  • 1925: Primeira exibição pública da televisão, na Inglaterra.
  • 1980: Primeiros grandes portais de notícias on-line, nos Estados Unidos.

Com relação à presença em Santa Catarina, os veículos da NSC também têm muita história para contar. O jornal A Notícia existe desde 1923, a CBN Diário tem uma tradição que remonta a 1955, enquanto que na televisão apareceu em 1979 e seu primeiro portal de notícias on-line foi ao ar em 2000.

Leia também: NSC em números: motivos para anunciar na líder em comunicação em SC

3. Um percentual maior de jovens que de idosos ouve rádio

Segundo uma pesquisa de Kantar IBOPE Media, três em cada cinco brasileiros ouvem rádio diariamente, seja no próprio aparelho de rádio, seja no celular. Mas quem são esses ouvintes?

Bem, quem acha que ouvir rádio é um hábito de pessoas de mais idade, precisa se antenar à nova realidade. Entre os 15 e 19 anos, 91% dos jovens afirmaram sintonizar nesse meio no último mês. Acima dos 60 anos, esse percentual cai para 79%.

Esse público mais novo procura principalmente ficar por dentro dos lançamentos musicais e curtir um bom entretenimento para relaxar da rotina de estudos, como na programação da Atlântida.

Leia também: O que são as gerações X, Y e Z e como se conectar a elas

(Fonte: Book de Rádio Kantar IBOPE Media.)

4. O jornal impresso é campeão de atenção exclusiva

Quando o assunto é foco do público, a mídia essencial mais antiga ainda é imbatível em comparação com a TV, rádio e digital.

De acordo com a Pesquisa Brasileira de Mídia, a atenção em cada um desses meios de comunicação é dividida em diferentes níveis. Enquanto assistem à televisão, por exemplo, as pessoas citam fazer outras atividades simultâneas:

  • 35% comem alguma coisa;
  • 28% usam o celular;
  • 24% conversam com outra pessoa;
  • E assim por diante.

Com a rádio vemos algo parecido:

  • 37% fazem atividades domésticas;
  • 17% comem algo;
  • 17% usam o celular;
  • Etc.

Quem está na internet:

  • 21% comem alguma coisa;
  • 20% conversam;
  • 19% assistem à televisão;
  • Etc.

Já a atenção ao jornal é muito mais focada:

  • 12% comem;
  • 10% usam o celular;
  • 9% conversam;
  • Etc.

Note que nem sempre dividir a atenção é algo ruim. Por exemplo, o caso de ver TV e acessar a internet ao mesmo tempo representa uma enorme oportunidade de fazer campanhas crossmídia na sua comunicação.

Leia também: Como potencializar sua estratégia de marketing através de crossmídia

5. Portais digitais contribuem para sua estratégia de SEO

Quem trabalha com marketing de conteúdo sabe que um bom posicionamento nas SERPs (páginas de resultados de buscadores) depende de inúmeros fatores. Muitas vezes, sua empresa pode ter um bom conteúdo no blog, mas não consegue chegar à primeira página das buscas.

Um dos motivos para isso acontecer é a falta de validação externa às suas palavras-chave e páginas. Por exemplo, quando sua empresa é citada ou diretamente lincada por um site como o NSC Total, que tem mais de 17 milhões de visualizações de páginas mensais, um buscador como o Google entende que seu conteúdo foi certificado por essa referência maior.

Para dar aquele empurrão na sua estratégia digital, é hora de investir em branded content.

Leia também: Entenda como a distribuição de conteúdo impacta sua estratégia de SEO

6. O público lembra mais na TV que na internet

Dois estudos separados comprovam que a televisão é um meio de comunicação mais eficiente que a internet para ficar na memória do consumidor.

O primeiro deles é um estudo da Hub Entertainment Research, revelando que 62% dos espectadores lembravam-se dos anunciantes, mas apenas 46% das pessoas que viam o anúncio no celular recordavam-se.

O segundo é da Midia Intelligence Co., comparando o conteúdo da TV com diversas redes sociais. Nele, a mídia essencial gerou duas vezes mais atenção ativa que o YouTube e 14 vezes mais que o Facebook.

Portanto, para fortalecer sua marca, a televisão é uma poderosa aliada.

Como anunciar nas mídias essenciais

Gostou de ficar por dentro desses meios de comunicação e de como são importantes para sua comunicação? Então vai gostar mais ainda da nossa ferramenta gratuita que permite à sua empresa simular campanhas nas mídias essenciais.

No Simulador da NSC, você pode elaborar estratégias de marketing com mais precisão, de acordo com seu orçamento. Basta inserir algumas informações sobre os objetivos e público da campanha para receber uma sugestão personalizada do nosso algoritmo inteligente.

Faça um teste agora mesmo.


Content Creator

Estúdio NSC Branded Content

Tenha uma marca inesquecível! Comece agora
Sucesso! Sua mensagem foi enviada.
Ops! Nós tivemos um problema mensagem não enviada.
Negócios SC NSC Comunicação linkedin facebook infograico